Como um raio

Temer passou pelo Maranhão, mas ninguém viu

A pauta era um acordo com os Estados Unidos para que o Brasil utilize a tecnologia norte-americana no Centro de Lançamento de Alcântara.

Como um raio, Michel Temer passou pelo Maranhão e partiu. Sem aparição pública e sem falar coma imprensa, o presidente visitou às pressas, nesta quinta-feira, dia 5, o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

A pauta era um acordo de salvaguarda tecnológica com os Estados Unidos para que o Brasil utilize a tecnologia norte-americana, apesar das questões que envolvem povos quilombolas que vivem em área de expansão do CLA. Alcântara é considerado um dos melhores lugares do mundo para o lançamento de foguetes. Temer ficou “entusiasmado com o tamanho e maturidade do projeto”, disse Pedro Fernandes. Foi, ainda, discutida a possibilidade do uso do CLA pelos EUA para lançamento de foguetes.

Temer foi acompanhado dos ministros Raul Jungmann (Defesa), Dyogo Oliveira (Planejamento), Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Sarney Filho (Meio Ambiente) e Grace Maria Mendonça (AGU). A ocasião também contou com a presença dos deputados federais Pedro Fernandes (PTB), José Reinaldo (PSB) e Júnior Marreca (PEN).