RETROSPECTIVA 2017

Fatos que marcaram a política em 2017

Operações da Polícia Federal e mais de 10 prefeitos foram acusados de improbidade administrativa no Maranhão e este ano

Ano pré-eleitoral, mas também marcado pelo boom das grande investigações da Polícia Federal: assim foi o ano de 2017 para a política. Por quatro vezes o Maranhão foi alvo de investigações da Polícia Federal e mais de 10 prefeitos foram acusados de improbidade administrativa.

Tensões entre candidatos ao governo pelas eleições de 2018 e disputas internas em partidos também marcaram o ano que se passou. Confira os nove principais fatos que marcaram o ano de 2017 na política:

Fachin autoriza primeira investigação contra José Sarney na lava jato

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, atendeu ao pedido de abertura de inquérito protocolado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot  para investigar o ex-senador José Sarney (PMDB-AP). O inquérito com o  objetivo de investigar o envolvimento dos políticos em uma tentativa de obstrução da Operação Lava Jato foi arquivado.

Blogueiros maranhenses são presos na Operação Turing 

Deflagrada em 21 de março de 2017, a Operação Turing desarticulou uma organização criminosa que revelava antecipadamente fatos sob sigilo de Justiça a blogueiros. O grupo agia cobrando uma quantia das vítimas pelo silêncio ou retirada dos nomes das matérias dos blogs. Os blogueiros Luis Cardoso, Luis Pablo e Hilton Ferreira Neto, além do policial federal Danilo dos Santos Silva foram presos temporariamente. Além disso, cinco outros blogueiros foram conduzidos coercitivamente.

Lula vem a São Luís e faz ato público na praça Dom Pedro II 

O ex-presidente chegou em São Luís no dia 4 de setembro e visitou o Porto do Itaqui juntamente com o governador Flávio Dino e outras autoridades. Encerrou a vistia com ato público que reuniu uma multidão em frente ao Palácio dos Leões.

Flávio Dino e Roseana Sarney travam batalha sem fim 

Os principais adversários na candidatura para o governo do estado nas eleições de 2018, articulam-se em busca de aliados e fortalecimento político. “É a síntese do atraso. É a responsável maior por tantos problemas econômicos sociais porque ela representa um sistema de poder”, disse o governador em um entrevista dada em outubro de 2017. A candidata do PMDB rebate: “Não sou de fugir de lutas e embates”.

Disputa interna pelo futuro do PT no Maranhão

Devido às suas várias correntes internas, o PT do Maranhão tenta unir a legenda internamente para se fortalecer visando às eleições de 2018. Mas, apesar de parecer algo simples, já que o PT possui hoje uma resolução favorável à reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), as lideranças do partido fazem um esforço imenso para que as diferenças ideológicas não interfiram no projeto inicial.

A incerteza sobre o futuro da prefeitura de Bacabal

Em apenas três dias, foram realizadas três mudanças com relação a gestão do município. A última movimentação ocorreu no dia 3 de novembro, onde o prefeito Zé Vieira foi afastado e o seu vice, Florêncio Neto foi quem assumiu o cargo. O TSE ainda vai julgar o registro da chapa encabeçada por Zé Vieira em 2016, ano em que concorreu à prefeitura. A chapa entrou com recurso e caso o tribunal decida por indeferir, tanto Vieira, quanto Florêncio Neto, terão os registros invalidados e, consequentemente, não poderão continuar à frente da prefeitura.

Mais uma fase da Operação Sermão aos Peixes é deflagrada no Maranhão

A quinta fase da “Sermão aos Peixes”, que investiga desvio de recursos públicos federais na gestão passada por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde (SES), foi deflagrada no dia 16 de novembro. Nesta fase, uma equipe com 130 policiais cumpriram 45 mandados contra empresários, servidores públicos e funcionários de empresas que prestaram serviços a hospitais do Estado. Mandados foram cumpridos em São Luís, Imperatriz e Coroatá. No total foram 17 mandados de prisão temporária e 28 de busca e apreensão.

Prefeita Ostentação é condenada a 14 anos de prisão 

A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, mais conhecida como “Prefeita Ostentação”, foi condenada a 14 anos e um mês de reclusão em regime fechado no dia 3 de dezembro. Lidiane Leite foi presa pela primeira vez no dia 28 outubro de 2015 depois de passar 39 dias foragida. Ela tinha a prisão decretada pela Polícia Federal, por irregularidades encontradas em contratos firmados com “empresas-fantasmas”.

Roberto Rocha assume PSDB do Maranhão

Com a crise instaurada no ninho tucano após a cúpula nacional do partido enviar uma carta de intervenção que destituiu o vice-governador, Carlos Brandão, do cargo de presidente estadual do PSDB, o futuro do partido ficou incerto. O senador cearense Tasso Jereissati, confirmou O Imparcial com exclusividade, tinha a ideia de golpear Brandão e entregar o partido ao senador, recém filiado, Roberto Rocha. E foi o que aconteceu, no dia 13 de dezembro o senador Roberto Rocha tomou posse do partido. Brandão deixou o barco e com ele dezenas de correligionários, entre eles prefeitos do PSDB comprometidos em debandar do partido.

MOSTRAR MAIS