CORONAVÍRUS

No Maranhão

1382
222481
206696
5201
Vacina

Yglésio denuncia ‘furo de fila’ de vacinas através de declarações falsas

Segundo o deputado, hospitais e instituições de saúde estão dando declarações para profissionais que não estão na linha de frente do combate ao Covid-19

Fila de vacinação não obedecia o distancia social orientado pela OMS. Foto : Reprodução

Na última quarta-feira (20), o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) esteve presente no Centro Municipal de Vacinação, localizado no Multicenter Sebrae, Cohafuma. Yglésio faz parte da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão. Ele já havia afirmado que a prioridade dessa comissão era fiscalizar com o objetivo de que pessoas não qualificadas para o grupo que vai receber a vacina 1ª fase fosse imunizadas.

A prefeitura de São Luís, através da Semus realiza a triagem dos profissionais que estão na fila, mas por se tratar de uma declaração do hospital e/ou instituição privada, a secretaria não tem como identificar se o profissional trabalha ou não na linha de frente de combate ao Covid-19.

Em suas redes sociais, ele afirmou que apesar dos esforços da Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Saúde, SEMUS, em realizar um bom trabalho, alguns hospitais e instituições de Saúde estão fornecendo declarações para profissionais que não fazem parte da área de covid-19 para serem vacinados, desse modo, furando a fila.

Segundo o deputado, essas pessoas que são da área da saúde, mas não atuam na linha de frente seriam médicos de consultório, ex-dono de hospital, ginecologista de consultório e aposentados, o que ele considera que é uma personificação do “jeitinho brasileiro”.

Estão sendo vacinados nessa primeira fase em São Luís profissionais da área da saúde que estão atuando diretamente no combate ao novo coronavírus e também idosos que estão em instituições de longa permanência.

 

Confira a nota da Semus na íntegra:

NOTA
Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) repudia qualquer tentativa de burlar as regras estabelecidas para a vacinação no Centro Municipal de Vacinação.

A SEMUS informa ainda que disponibilizou modelos de declaração para unidades de Saúde públicas e privadas de São Luís, com objetivo de que essas instituições forneçam informações verídicas quanto a atuação dos profissionais que atuam na linha de frente da Covid-19.

Para que a vacinação continue transcorrendo normalmente e atendendo a quem de fato pertence aos grupos estabelecidos, a SEMUS pede que as possíveis irregularidades sejam denunciadas à Secretaria, que prontamente às levará ao conhecimento do Ministério Público.

 

Veja também:

 

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias