CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
CORONAVÍRUS

Segunda onda de contaminação da covid-19 na China sugere mutações no vírus

Novos pacientes parecem carregar o vírus por mais tempo, segundo especialistas

Proteger do coronavírus

Nessa segunda onda de contaminação, sintomas têm sido diferentes. (Foto: Divulgação)

A segunda onda de contaminação provocada pelo novo coronavírus na China sugere, para os especialistas, que o vírus tenha sofrido mutações por conta da sua maior persistência no organismo dos pacientes. Dessa vez, no país, as províncias de Heilongjiang e Jilin já registraram transmissão comunitária da covid-19.

Leia também:

Segundo informações do médico Qiu Haibo, um dos responsáveis por controlar a epidemia em Wuhan e que agora atua no nordeste do país, os novos pacientes levam mais de duas semanas para apresentar os sinais da infecção e também demoram mais para testar negativo. Essa demora preocupa porque o risco de transmissão aumenta.

Os sintomas também são diferentes. Enquanto em Wuhan vários pacientes tinham órgãos como rins, coração e intestino afetados, atualmente o vírus parece estar mais focado nos pulmões dos infectados. Além disso, um menor número de pacientes relatou febre. A boa notícia em meio a tudo isso é que a maioria dos pacientes – 90% – não evoluiu para quadros críticos.

Lockdown na cidade de Shulan

A região nordeste da China é o novo foco de preocupação do governo local após as pessoas voltarem a ser contaminadas pelo coronavírus nas últimas semanas. As infecções ocorreram na província de Jilin, que faz fronteira com a Rússia e a Coreia do Norte. Os novos casos levaram ao decreto do lockdown na cidade de Shulan.

A cidade que conta com cerca de 700 mil habitantes teve todos os locais públicos e escolas fechados e o transporte público suspenso. Todos terão que permanecer em casa e apenas um membro de cada família é autorizado a sair para compras essenciais a cada dois dias.

O município também teve todas as saídas fechadas, restando somente uma que serve apenas a veículos de emergência. Quem reside na cidade não pode sair e ninguém também pode entrar.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias