CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
PRESIDENTE

“Eu tenho muita esperança que o Maranhão abandone o comunismo”, diz Bolsonaro ao lado de Roberto Rocha

Bolsonaro mandou abraço ao povo maranhense, disse que 2022 está ai e que vai mudar o Maranhão.

Reprodução

Na tarde desta sexta-feira (05), o senador maranhense Roberto Rocha (PSDB) acompanhou o presidente Jair Bolsonaro durante uma visita a um hospital de campanha em Brasília.

Em vídeo divulgado nas mídias sociais, o presidente da república atacou o governo do Maranhão e, sem citar diretamente, o governador Flávio Dino, do PCdoB. “Eu tenho muita esperança que o Maranhão abandone o comunismo, abandone o socialismo e comece a crescer.”

No hospital e ao lado de Bolsonaro, o senador o presenteia com uma camisa do time de futebol maranhense Sampaio Correia, grava vídeo onde ele também manda abraço ao povo maranhense, diz que “2022 está ai e que vai mudar o Maranhão”.

Na oportunidade, Roberto Rocha também agradeceu pelos respiradores que foram enviados pelo governo federal e lembrou a situação do coronavírus no Maranhão, que já passa de mais de mil mortos.

“Esses respiradores, sobretudo depois que os governadores do nordeste fizeram aquela lambança, nós vamos poder, pelo governo federal, salvar mais vidas no Maranhão”, disse o senador.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias