ACIDENTE

Motorista vira réu por acidente no Jaracati que matou cinco pessoas

A prisão preventiva do rapaz também foi mantida pela Justiça.

Reprodução

A denúncia do Ministério Público do Estado (MPMA) contra o jovem Victor Yan Barros de Araújo, de 25 anos, que dirigia o Toyota Corolla, que capotou na Avenida Carlos Cunha, no bairro Jaracaty e matou cinco pessoas, foi aceita pela Justiça do Maranhão. O trágico acidente aconteceu na madrugada do dia 8 de setembro.

O juiz Gilberto de Moura Lima revelou que a acusação preenche todos os requisitos previstos no Artigo 41 do Código de Processo Penal (CPP). A prisão preventiva do rapaz também foi mantida pela Justiça.

Victor Yan no hospital

Victor Yan continua internado em um hospital particular da capital maranhense ainda sem previsão de alta. As investigações realizadas pela Polícia Civil, através da Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT). Na denúncia do MPMA também apontam que ele já tinha se envolvido em outro acidente de trânsito onde duas pessoas, que estavam em uma motocicleta, foram atingidas pelo carro de Victor Yan dirigia. Essas informações também foram anexadas na denúncia.

Leia também:

Laudo não aponta embriaguez

Um laudo médico realizado pelo Instituto Médico Legal (IML), em São Luís, aponta que Victor Yan não estava embriagado quando foi submetido a exame. Segundo o documento, o exame clínico foi feito às 7h35 do mesmo dia em que ocorreu o acidente.

O laudo no entanto, aponta que Victor Yan não autorizou a coleta de sangue para pesquisa de alcoolemia exame que identifica a presença de álcool etílico na circulação sanguínea).

Victor Yan continua preso preventivamente, apesar de ainda estar internado no Hospital São Domingos, por conta das lesões causadas pelo acidente.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias