ACIDENTE

Trem se choca contra veículo na BR-135 em São Luís

O acidente aconteceu nas primeiras horas da madrugada desta sexta-feira, 9, e por sorte, não houve vítimas fatais

Imagens do Whats App

Um trem da Transnordestina Logística S/A, empresa que gere a operação da estrada de ferro que liga São Luís à Teresina, se chocou contra um carro de passeio na madrugada desta sexta-feira, 9. O acidente aconteceu no trecho inicial da BR-135, no bairro do Tirirical.

De acordo com as primeiras informações, chovia nas primeiras horas da manhã quando o condutor do veículo da marca Ford, modelo Fiesta, se dirigia para o trabalho acompanhado de uma outra ocupante. Devido à obscuridade, ele não teria visto o trem se aproximando e acabou sendo atingido.

O trem, por sorte, vinha em baixa velocidade, mas ainda assim acabou arrastando o veículo por alguns metros até completar a total frenagem. O motorista e a passageira do veículo tiveram ferimentos leves, mas passam bem. O maquinista do trem também saiu ileso.

Em nota, a empresa Transnordestina Logística informou que a equipe de Segurança Operacional da empresa esteve no local conduzindo as providências necessárias à liberação da linha férrea. Confira a nota na íntegra:

A respeito do abalroamento entre um trem e um veículo automotor hoje pela manhã no pátio Tirirical, em São Luis (MA), a FTL (Ferrovia Transnordestina Logística) informa que o veículo parou sobre a linha férrea e não antes da passagem em nível, como é determinado pelo Código Brasileiro de Trânsito.  Desta forma, o veículo foi abalroado pelo trem, que cumpria todos os procedimentos de segurança, fazendo o uso da buzina de alerta e dos faróis acesos. O Código Brasileiro de Trânsito determina que todo condutor de veículo rodoviário deve PARAR, OLHAR e ESCUTAR antes de transpor uma passagem em nível. A passagem em nível possui sinalização de advertência vertical e horizontal, conforme estabelece a legislação vigente. A equipe de Segurança Operacional da empresa esteve no local conduzindo as providências necessárias à liberação da linha férrea.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS