TESTE DE APTIDÃO FÍSICA

Mais um candidato do concurso da PM morre após TAF

A notícia da morte foi dada por volta das 5h deste sábado, 3. O candidato, Marcone Ferreira, passou mal após completar o teste

Um candidato do concurso da Polícia Militar do Maranhão faleceu na madrugada deste sábado, 3, após prestar o Teste de Aptidão Físico (TAF) por volta das 15h de sexta-feira, 2. Marcone Ferreira, cirurgião dentista de 29 anos, foi levado às pressas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bacanga depois de passar mal, mas não resistiu. A confirmação da morte foi dada por volta das 5h da manhã de hoje. Este é o segundo caso de morte registrada após o TAF do concurso da PM.

Leia também: “O maior erro do candidato é esquecer a parte emocional”, diz preparador físico

“Ele passou mal. Tinha uma ambulância que levou pra UPA do Itaqui-Bacanga e ele já estava sentindo muita dor. Depois piorou e não resistiu”, contou a esposa de Marcone a O Imparcial. “Na ambulância que levaram ele tinha uma pessoa com ele, que disse que nem oxigênio tinha, e o médico era despreparado”, completa. Ainda de acordo com a esposa, foi tentado um leito no Hospital Carlos Macieira, sem sucesso.

Segundo a esposa do candidato, os preparos para o TAF foram intensificados apenas quando Marcone soube que havia passado na parte teórica. “Quando ele soube que tinha passado, ele foi fazer os treinos”, conta.

Teste de Aptidão Física

Os Testes de Aptidão Física do concurso tiveram início no último sábado, dia 27, e seguem até o próximo domingo, 4. Para realizar as provas, de acordo com o edital publicado pelo Cespe, instituição responsável pelo certame, o candidato deve possuir atestado médico emitido nos últimos 30 dias – caso não haja a comprovação, o concorrente é automaticamente eliminado. Os candidatos são submetidos, durante o TAF, a quatro atividades: flexão, meio sugado, abdominal remador e corrida aeróbica.

Segundo caso

Este foi o segundo caso de morte registrada após o TAF do concurso da PM. Na última terça-feira, 30, a estudante e prestadora da Delegacia de Barra do Corda, Daniele Nunes Silva, sofreu um AVC após passar mal durante os testes. A concorrente foi socorrida na pista de atletismo da Universidade Federal do Maranhão é levada à UPA, mas não resistiu.

MOSTRAR MAIS