CARNAVAL 2022

Artistas locais são enredo de escolas de samba

Com os seus temas definidos, algumas escolas de samba decidiram homenagear a história de artistas maranhenses que contribuíram para a cultura popular no estado.

Foto: reprodução

Após um ano sem carnaval devido a inesperada pandemia da covid-19, as escolas de samba de São Luís se preparam para novamente encantar o público e desfilar sua alegria pelo tradicional circuito da Passarela do Samba no próximo ano. E os preparativos já estão a todo vapor, com os seus temas definidos, alguns grupos decidiram homenagear na avenida a história de artistas maranhenses que contribuíram de forma significativa para a cultura popular no nosso Estado.

Uma delas é a Favela do Samba, que já conquistou dezoito títulos de campeã do carnaval de São Luís e busca a próxima vitória contando a trajetória de Renato Dionísio, produtor cultural e grande figura no meio carnavalesco. João Moraes, diretor de carnaval da Favela do Samba, conta que a escolha de prestar essa homenagem ainda em vida ao artista, é importante devido a sua contribuição para as festas populares do Maranhão. “Renato veio de Pindaré Mirim e aqui construiu toda a sua história, enquanto ícone da cultura popular, contribuindo tanto com escolas de samba, blocos tradicionais, blocos alternativos e grupos de bumba-boi, inclusive sendo o fundador e atual dirigente do Boi Pirilampo, um dos mais conhecidos do sotaque de orquestra da cidade”, conta João Moraes.

O homenageado, por sua vez, afirma que receber esse convite o fez ter um misto de sensações. “Foram trinta anos dedicados à Favela do Samba, aceitei o convite com alegria e apreensão; alegria por ser lembrado e apreensão por não me sentir à altura de tamanha homenagem”, disse Renato Dionísio. Ele que participa do carnaval de passarela desde 1982, define sua relação com a festa como significativa, por ter dedicado mais da metade de sua vida contribuindo para a realização da festa, se intitulando como “Rei do Carnaval”, na cidade.

Dessa vez, por não estar nos bastidores e sim como protagonista na passarela, Renato Dionísio, confessa que se sente angustiado por não saber como ocorrem as coisas dessa vez e diz que suas expectativas estão bem altas para o resultado que a escola terá contando a sua história como enredo. “No final o que vale é o espírito do Carnaval, é a brincadeira e poder levar alegria ao invés de sofrimento para as pessoas”, diz Renato Dionísio.

A escola de samba do Sacavém, sob o comando do carnavalesco Pedro Padilha, promete levar o público a uma viagem pelas festas dionisíacas, que aconteciam na Grécia Antiga até as festas produzidas e propagadas por Renato Dionísio em São Luís, conhecida por ser a Atenas brasileira.

A Turma do Quinto é a escola da minha vida”

Outra figura ilustre que também terá a sua trajetória contada na avenida é o cantor e compositor, Josias Sobrinho, que foi o escolhido pela Turma do Quinto como enredo para o carnaval do próximo ano.

Natural de Cajari, na baixada maranhense, o cantor conta que recebeu o convite para ser homenageado como uma grata surpresa. “Não me candidato a homenagens. Se elas chegam deve ser porque alguém dá crédito às coisas que tenho feito ao longo de caminho de 50 anos”, conta Josias Sobrinho.

Josias Sobrinho também não esconde o seu amor pela escola da Madre Deus e também pelo Carnaval. “A Turma do Quinto é a escola da minha vida. Então é pra mim um grande elogio receber essa menção jamais esperada. Sou apaixonado pela cultura do carnaval desde os tempos de menino anos setenta em São Luís, os bailes nos clubes das cidades onde passei carnavais, às domingueiras na madre deus dos ensaios do quinto, das marchas, frevos, blocos de ruas e sambas”, diz Josias Sobrinho. O cantor acredita que o próximo carnaval será um momento único devido a pausa que as festas deram por conta da covid-19.

A Turma do Quinto, que foi a vice-campeã do Carnaval de 2020, teve o seu último título em 2016, quando homenageou o próprio intérprete da escola Gabriel Melônio.

A escola de samba, fundada em 1940 e sendo uma das mais tradicionais da cidade, escolheu Josias Sobrinho como enredo por toda a importância do seu trabalho como cantor, compositor, produtor cultural e fonográfico, além de toda representatividade cultural que ele tem para o Maranhão. 

E a escola de samba promete preparar o maior carnaval de todos os tempos.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias