Curiosidade

Por que 1º de abril é o Dia da Mentira?

Mudança no calendário da França no século XVI causou brincadeira que entrou para história até os dias de hoje

Reprodução

Uma brincadeira iniciada na França, há cerca de 455 anos, ganhou os países ocidentais e é repetida, desde então, todos os anos, em 1º de abril. É o Dia da Mentira.

Mas por que essa data existe e qual é a sua origem exata? De acordo com o mestre Cláudio Fernandes é difícil precisar a data, mas sabe-se que uma decisão do rei francês Carlos IX indiretamente criou o dia das mentiras.

Carlos decidiu alterar o calendário vigente na França e em domínios do seu reinado. Saía da jogada o calendário juliano (proposto por Júlio César no século I a.C.) e entrava o gregoriano, pensado pelo Papa Gregório XIII e, portanto, influenciado pelo cristianismo católico.

A mudança alterou datas comemorativas, como o Réveillon. Até antes da segunda metade do século XVI e da alteração de Carlos, o Ano Novo nos países ocidentais era comemorado sempre em 25 de março, ocasião em que a Primavera chegava ao Hemisfério Norte. O Ano Novo nascia e era comemorado durante uma semana, de 25 de março a 1º de abril, com troca de presentes e bailes noite adentro.

A nova data de Reveillón (1º de janeiro) pegou e é usada até hoje, como você sabe. No entanto, em 1564 demorou um pouquinho mais para entrar na cabeça e nos hábitos dos súditos do rei Carlos. Assim, boa parte dos franceses continuava comemorando a virada do ano durante a passagem do mês de março para o mês de abril.

A brincadeira começa aí: quem já estava ligado no novo calendário zombava dos desavisados, que eram chamados de tolos ou “bobos de abril”. Além disso, essas pessoas que não sabiam da mudança – ou preferiam ignorá-la – eram acusadas de comemorarem de forma mentirosa a passagem do ano.

Duzentos anos mais tarde, a brincadeira chegou à Inglaterra e, daí, pulou para os demais países ocidentais.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias