CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
PANDEMIA

Secretário de Estado da Indústria e Comércio confirma volta do comércio para segunda-feira

Secretaria de Estado da Indústria e Comércio prepara novos protocolos para que as atividades econômicas retornem de forma gradual, a partir do dia 1º de junho na ilha

Reprodução

As atividades comerciais em São Luís serão retomadas de forma gradual, a partir da próxima segunda-feira, 1º de junho. Com exceção na Rua Grande e shoppings que ainda não tem data para reabertura. A informação foi confirmada pelo secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo que está realizando debates em torno de protocolos sanitários para a retomada de segmentos empresariais e das ações do governo do estado durante o período de pandemia.

Simplício Araújo frisou que a pasta já debateu com diversos segmentos, o protocolo geral, que segundo ele, terá que ser cumprido por todos os segmentos empresariais e os específicos, que variam, de acordo com a atividade econômica.  “Nós estamos ouvindo a classe empresarial de forma democrática com base nas orientações do comitê científico que apoia o governo do estado para que nós tomemos medidas que garantam a segurança do funcionário, assim como a segurança do cliente daqueles estabelecimentos que irão ser reabertos a partir do dia 1º de junho”, explicou o secretário sem citar quais as setores que terão essa permissão.

O secretário ressaltou que os setores comerciais serão definidos a partir dos protocolos que estão sendo discutidos com o secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares. Simplício Araújo enfatizou que esta medida é fundamental para que a abertura do comércio possa ser feita de forma prudente e com a devida cautela. “Queremos que os empreendedores da Grande Ilha compreendam a responsabilidade que terão será a mesma que eles tem em suas casas e deverão ser replicadas em seus estabelecimentos. Estamos vivendo um novo momento e esse novo momento agrega aos negócios o mesmo custo que agregou sua vidas particulares. Queremos ter a garantia que os funcionários e clientes não irão se contaminar e que estarão em segurança”, disse Simplício Araújo.

Simplício pontuou, ainda, que o Governo do Maranhão não tem medido esforços para combater o coronavírus, mas, que a população precisar ajudar, atendendo às medidas de prevenção e respeitando os protocolos sanitários. “Nós, mais do que nunca, precisamos da colaboração de todos. Seja no cumprimento das medidas, nas fiscalizações e, sobretudo, em ações de prevenção da doença”, explicando que já ouviu 80% dos segmentos com atividades empresariais do estado. Na semana passada, o secretário da Seinc, Simplício Araújo, debateu as minutas relativas a protocolos sanitários e recursos financeiros para empresas.

A reunião teve a presença de representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste que apresentaram as medidas adotadas pelas instituições durante a pandemia do coronavírus.  “Nós estamos dialogando com vários segmentos, de diferentes áreas. Com os bancos, apresentamos os protocolos e algumas demandas das instituições, que serão debatidas ainda nessa semana”, explicou o secretário que também já conversou com o Conselho Deliberativo do Sebrae no Maranhão.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias