SAÚDE

Se não tratada, Leishmaniose Visceral pode matar

Maranhão é um dos estados brasileiros com maior índice da doença. Conheça os sintomas e as formas de prevenção

De acordo com o Ministério da Saúde, durante o período de janeiro a junho de 2017 o estado do Maranhão registrou 430 casos de leishmaniose visceral. Em 2018, no mesmo período, foram 307 casos da doença, uma redução 28,6% das notificações. Com relação aos casos de leishmaniose tegumentar, durante o período de janeiro a junho de 2017, foram notificados no estado 476 casos. Em 2018, durante este mesmo período, foram 649 registros da doença, o que significa um aumento de 26,6%.

Casos de leishmaniose visceral notificados nos demais estados do Nordeste no período de janeiro a junho de 2018:

Unidade Federativa2018
Alagoas51
Bahia123
Ceará199
Paraíba25
Pernambuco69
Piauí84
Rio Grande do Norte33
Sergipe25
Total953
Fonte: Ministério da Saúde
« Anterior Próxima »3 / 4
VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS