CORONAVÍRUS

No Maranhão

3817
276062
246329
7612
ELEIÇÕES

Maranhãozinho segue pré-candidato

Parlamentar reiterou que é pré-candidato ao governo do estado com ou sem o apoio do governador Flávio Dino. Deputado federal também é alvo de investigação da PF

Foto: Divulgação

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), afirmou que é pré-candidato ao governo do estado nas eleições de 2022. A confirmação foi feita na última quarta-feira (28) pelo próprio parlamentar, que usou seu perfil no Twitter para reiterar que vai correr ao maior cargo do executivo maranhense.

Essa conta não é minha

O anúncio foi feito logo após uma reunião a portas fechadas no Palácio dos Leões, que contou com a presença do governador Flávio Dino (PCdoB), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o empresário e ex- prefeito de Itapecuru Mirim, Júnior Marreca (Patriotas) e o secretário da Casa Civil no Maranhão, Marcelo Tavares (PSB). “Na Reunião que esteve presente Brandão e Marreca. Não foi discutido nada em relação a 2022 a não ser que continuo pré-candidato a governador onde ouvi do Flávio dizer que no momento todos tem o direito de se lançar, mas pra ele de fato quem vai ser Governador será o Brandão”, afirmou Josimar de Maranhãozinho. O parlamentar acrescentou ainda: “A respeito do encontro ontem no palácio, quero afirmar que tratou-se de uma reunião como muitas outras que já tive com o governador Flávio Dino, onde foi discutido alguns compromissos dos partidos até então aliados do governo PL, Avante e Patriota”, ressaltou o parlamentar, dando a entender que há uma preferência do governador Flávio Dino por Brandão, para sucedê-lo.

O vice-governador Carlos Brandão, que também é pré-candidato ao governo do estado em 2022, também repercutiu a reunião com Josimar de Maranhãozinho em sua rede social. “Seguindo os diálogos de Flávio Dino com a classe política do Maranhão, mais uma produtiva conversa. Desta vez, com Josimar de Maranhãozinho, e os amigos Júnior Marreca e Marcelo Tavares. Com responsabilidade e compromisso, seguimos no entendimento sobre a continuidade das mudanças positivas no Maranhão”, disse Carlos Brandão. A aproximação política entre Josimar de Maranhãozinho e o vice-governador Carlos Brandão, durante as eleições de 2020 para prefeito de São Luís, quando o candidato do Republicanos, Duarte Júnior, conseguiu a façanha de levar o pleito para o 2º turno, o acabou criando uma aliança improvável e fortalecendo a união entre ambos em prol de um projeto político que pode ter um racha, uma vez que os dois são pré-candidatos ao governo do estado em 2022. Vale ressaltar que o PL de Maranhãozinho elegeu 40 prefeitos e o Republicanos de Brandão apenas 25, sendo que o PDT, do senador Weverton Rocha, que também é pré-candidato ao governo do estado, conta com 42 prefeitos eleitos para o mandato que vai até  2024 nos 217 municípios que formam o Maranhão.

Parlamentar é alvo da PF

Mesmo demonstrando força política para concorrer às eleições em 2022, Josimar de Maranhãozinho vai ter que investir mais no seu poder e habilidade de articulação para colocar em prática seu projeto de ser governador do estado. No início do mês de abril, o deputado federal afirmou, por meio de uma live, que não é pré-candidato ao Governo do grupo do governador Flávio Dino. 

A declaração foi feita após o governador Flávio Dino ter citado em sua rede social os nomes do vice-governador Carlos Brandão e o do senador Weverton Rocha ao governo do estado, deixando de lado Josimar de Maranhãozinho. Na época, Maranhãozinho disse que é pré-candidato a governador e aproveitou a oportunidade para falar sobre a operação da Polícia Federal do qual é alvo por esquema de corrupção. A PF investiga o desvio de cerca de R$ 15 milhões da saúde entre abril e dezembro de 2020. Cerca de R$ 2 milhões foram encontrados no escritório de Josimar. “Faz parte da perseguição política dos meus adversários. No momento certo tudo será esclarecido”, declarou.

O deputado federal ainda também está envolvido em outro imbróglio. O Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) emitiu, em sessão plenária do dia 3 de março, parecer prévio pela desaprovação das contas de governo do deputado federal Josimar Cunha Rodrigues, o Josimar Maranhãozinho. O parecer acompanha manifestação do Ministério Público de Contas (MPC), que apontou irregularidades no Balanço Geral das Contas do município de Maranhãozinho em 2011, período em que Josimar foi prefeito.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias