LAVA JATO

Defesa de Lula pede que STF estenda anulação das sentenças de Moro ao ex-presidente

Os advogados alegam que Lula teria passado pela mesma situação de Bendine, que teve sua condenação anulada

Reprodução

Os advogados do ex-presidente Lula entraram hoje (28) com pedido de habeas corpus para que o Supremo Tribunal Federal (STF) estenda a ele a decisão de anular as sentenças condenatórias do ex-juiz Sergio Moro.

Na última terça-feira (27), por 3 votos a 1, a Segunda Turma do STF tornou sem efeito a condenação de Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, por corrupção e lavagem de dinheiro. Eles consideraram que a condenação era nula porque Bendine foi obrigado a apresentar suas alegações finais ao processo ao mesmo tempo que os delatores. Os magistrados esclareceram que o correto seria que ele prestasse depoimento apenas depois dos acusadores.

Os advogados de Lula já tinham apresentado reclamação nesse sentido a outros tribunais. Mas, diante da decisão do STF, decidiram recorrer imediatamente ao tribunal pedindo que o mesmo direito seja concedido para o ex-presidente, já que em seus processos, Lula teria passado pela mesma situação de Bendine.

A defesa de Lula afirmam, ainda, que ele está sendo submetido a constrangimento ilegal e pedem que o ex-presidente seja solto imediatamente.

O novo habeas corpus foi entregue ao ministro Edson Fachin, relator de outros dois pedidos de soltura feitos pela defesa do ex-presidente, que, inclusive, estão pendentes de julgamento no STF. Cristiano Zanin, um dos advogados de Lula, disse que o magistrado não deu estimativa de quando o terceiro habeas corpus será analisado, mas pediu celeridade na análise.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias