POLÍTICA

UFMA envia ao MEC lista com reitores mais votados para a próxima gestão

Com base na consulta prévia, o colegiado formulou uma lista tríplice dos indicados a reitor e vice; mas o ministro da Educação não é obrigado a acatar as sugestões. Entenda

Reprodução

Três semanas depois da votação para os próximos gestores da UFMA, o Colegiado Eleitoral Especial se reuniu nesta quinta-feira (18) para definir e enviar ao MEC (Ministério da Educação) a lista tríplice dos candidatos eleitos para os cargos de reitor e vice-reitor. O conselho acabou ratificando a escolha da maioria dos votantes: para a reitoria, o primeiro indicado foi Natalino Salgado; e, para a vice-reitoria, Allan Kardec.

Leia também: Natalino Salgado é eleito reitor da UFMA pela terceira vez

A lista tríplice para cada cargo é definida pelos votos das 67 pessoas que compõem o Conselho Universitário e o Diretor. Para reitor, Natalino ficou em primeiro lugar, com 42 votos; seguido de João de Deus, com 18; e Ridvan Nunes, com quatro. Para vice-reitor, Allan Kardec obteve 52 votos; seguido de Luciano Façanha e Marcos Fábio, respectivamente. Ambos obtiveram sete votos.

O passo seguinte é a oficialização dos próximos gestores, que deve ser feita pelo MEC dentro do prazo de 60 dias. Tradicionalmente, o ministério recebe a lista e nomeia os indicados com maior número de votos, que a partir daí tomam posse e iniciam os mandatos.

Apesar do longo processo, os empossados dos cargos não são escolhidos pela consulta prévia e nem tampouco pelo colegiado. A nomeação depende da escolha do ministro da Educação, que pode optar por acatar ou não as sugestões presentes na lista tríplice.

A quebra desta tradição aconteceu no mês passado, quando o ministro do MEC, Abraham Weintraub, recusou as três opções recomendadas pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) para o cargo de reitor. No lugar deles, indicou uma reitora temporária e determinou a realização de novas eleições.

Alguns dias depois, o mesmo aconteceu na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UniRio), quando o presidente Jair Bolsonaro nomeou para a reitoria um professor que não foi candidato na consulta prévia.

A lista tríplice enviada ao ministério teve os candidatos elencados de acordo com a quantidade de votos que obtiveram na consulta prévia, ocorrida no último dia 26. Nela, 7.176 pessoas votaram, entre docentes, discentes e técnico-administrativos.

A apuração das urnas apontou a vitória de Natalino pela terceira vez na UFMA, com 49,35% dos votos; seguido de João de Deus, com 24,52%; e Ridvan Nunes, com 16,86%. Para vice, Allan Kardec despontou com 32,31%; seguido de Luciano Façanha, com 22,31%; e Marcos Fábio, com 13,35%.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias