Briga pelo poder

Consenso passa longe da eleição partidária no MDB maranhense

Os deputados federais Hildo Rocha, João Marcelo e Roberto Costa estão longe de saírem juntos e ter consenso partidário

Reprodução

Até agora nenhuma chance de o MDB maranhense chegar à eleição com um candidato de consenso para a executiva. Os deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo estão longe de saírem juntos. Marcelo, filho do senador João Alberto, que presidente o MDB por mais de 20 anos, teria alguma chance.

João Pai e João Filho

Acontece que Hildo Rocha garante que será candidato a presidente e não quer nem ouvir falar em ser vice de João Marcelo. Já o deputado estadual Roberto Costa, cria política de João Alberto, ameaça se lançar a presidente se seus companheiros não chegarem a um nome de consenso.

Dois Assises

Na faixa paralela correm dois Assises: o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, e o ex-secretário nacional da juventude, Assis Filho, que acaba de perder o cargo, até então subordinado à Presidência da República, hoje sob a batuta da polêmica ministra da Mulher, Família e Juventude, Damare Alves.

Página virada

Roberto Costa vai direto ao ponto. O Maranhão vive uma nova realidade política e as eleições de outubro deram uma cambalhota na velha política. “Não dá para manter o MDB preso às velhas fórmulas e a conceitos irreais. Ele quer o MDB na oposição, mas sem o ranço do passado, ataques pessoais e de postura raivosa”, segundo revelou ao blog do Ribamar Corrêa.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias