ELEIÇÕES

Jucá quer Roseana na disputa do governo em 2018

No início do mês passado, Roseana chegou a sinalizar que diria “sim” para a pré-candidatura

Reprodução

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não oficializou que será ou não pré-candidata ao governo do estado no ano que vem. Sempre quando é questionada sobre o assunto, Roseana se esquiva. Dentro do PMDB, o nome da ex-governadora é visto como o ideal para uma disputa contra o atual governador do estado Flávio Dino (PCdoB). Prova disso foi dada pelo presidente nacional da legenda, o senador Romero Jucá (PMDB-RO), em um vídeo que circula nas redes sociais.

Durante evento realizado pelo PMDB para filiar o senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho, Romero Jucá afirmou seu desejo em contar com Roseana Sarney nas próximas eleições para o governo do Maranhão. O presidente do partido e líder do governo no Senado garantiu que o objetivo da legenda é ter candidaturas fortes em todo o Brasil.

“Estamos preparando candidaturas fortes em todo o Brasil. No Maranhão, queremos contar com a disputa da nossa amiga, grande figura humana Roseana Sarney. Roseana fez grandes mandatos como governadora do Maranhão e é preciso que ela volte para consertar, dar alento, esperança novamente para a população. Com toda a experiência que ela tem, não tenho dúvidas que ela fará muito. Nós estaremos unidos. O PMDB todo nacional está apoiando as ações da Roseana na eleição e depois no governo dela, que irá novamente melhorar a vida do povo do Maranhão”, afirmou Romero Jucá.

No início do mês passado, durante reunião do Diretório Estadual do PMDB, Roseana chegou a sinalizar que diria “sim” para a pré-candidatura, mas preferiu adotar um discurso politicamente correto e sem se precipitar. “Gostaria de conversar primeiro com os prefeitos do PMDB, depois dos outros partidos. Outra coisa importante: os ex-prefeitos, que hoje estão muito prestigiados. Os ex-deputados, os vereadores que vão lá e fazem os nossos nomes aparecerem. Precisamos de tudo isso: a juventude do PMDB, as mulheres do PMDB, o PMDB Afro. Tudo nós vamos precisar porque não vai ser uma coisa muito fácil. Vai ser uma coisa muito difícil. Todas as eleições são difíceis”, afirmou a ex-governadora.

MOSTRAR MAIS