Internacional

Em discurso emocionado de despedida, Obama pede união da democracia

Durante seu discurso, Obama pediu aos americanos que se unam para lutar contra os desafios que ameaçam a democracia norte-americana.

Por: Agência Brasil
Foto: Barack Obama

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama fez um discurso de despedida na noite da última terça-feira (9), em Chicago, a poucos dias de deixar o cargo após oito anos de mandato. Durante quase uma hora de fala, Obama pediu aos americanos que se unam para lutar contra os desafios que ameaçam a democracia norte-americana. Em um discurso emocionado transmitido para todo o país, ele alertou o povo americano que uma mudança nos rumos do país só ocorrem “quando as pessoas comuns se envolvem para exigi-la”. No próximo dia 20, Obama deixará a presidência dos Estados Unidos. O presidente eleito Donald Trump assumirá no seu lugar.

Obama falou no centro de convenções McCormick Place, o maior dos Estados Unidos, perante 20 mil pessoas. Em alguns momentos, os aplausos soaram tão alto que Obama teve de interromper a fala e se esforçar para continuar.

O teor do discurso de Obama focou mais no futuro do que nos feitos alcançados nos últimos oito anos. Em alguns momentos, Obama lembrou conquistas alcançadas e disse que a população ainda precisa superar os desafios raciais, políticos e econômicos existentes. O presidente norte-americano disse que é possível vencer os desafios. “Depois de oito anos como presidente, eu ainda acredito nisso”. E prosseguiu: “E não é apenas a minha crença, é o coração palpitante da nossa ideia americana – a nossa ousada experiência de autogoverno”.

Sobre as questões raciais que ainda incomodam o povo norte-americano, Obama disse que houve um progresso significativo nessa tema nas últimas décadas. Mas, segundo ele, esse progresso não foi suficiente para superar todos os problemas. Obama defendeu que acreditar na superação seria “irrealista”.

“Temos de defender as leis contra a discriminação, na contratação [trabalhista], na habitação, na educação e no sistema de justiça criminal. Isso é o que exige nossa Constituição e os ideais mais elevados. Mas as leis sozinhas não serão suficientes. Os corações precisam mudar “, disse Obama.

Além da questão racial, Obama citou a defesa dos direitos de outras minorias que vivem no país. “Para negros e outras minorias, [nosso desafio] significa amarrar nossas próprias lutas pela Justiça aos desafios que muitas pessoas neste país enfrentam – não apenas os refugiados, os imigrantes, os pobres rurais, os transgêneros americanos, mas também os de meia-idade. O homem branco, de fora, pode parecer que tem todas as vantagens, mas ele viu seu mundo revirado por mudanças econômicas, culturais e tecnológicas”.

Obama falou também sobre as desigualdades econômicas. “A desigualdade absoluta também é corrosiva para nossos ideiais democráticos”, disse ao criticar a crescente separação entre ricos e pobres nos Estados Unidos. “Enquanto a parte superior de um 1% acumulou uma maior parcela de riqueza e renda, muitas das nossas famílias, nas cidades e municípios rurais, foram deixadas para trás. O trabalhador de fábrica despedido, a garçonete e os trabalhadores de saúde que lutam para pagar as contas – convencidos de que o jogo é fixado contra eles, que seu governo serve apenas os interesses dos poderosos – isso é uma receita para mais cinismo e polarização em nossa política “, disse ele.

Ao citar suas filhas e a primeira-dama, Michelle Obama, o presidente se emocionou e agradeceu o apoio da família durantes os oito anos de mandato. Ele encerrou o discurso repetindo a frase que o consagrou em sua primeira campanha eleitoral: sim, nós podemos (Yes, we can).

10 obras de escritores maranhenses da atualidade

O Imparcial selecionou 10 obras de escritores maranhenses da atualidade que merecem a atenção e a valorização dos leitores de carteirinha

Feriado altera rotina de estabelecimentos

Por ser um feriado municipal, lojistas têm liberdade na quinta-feira e sexta-feira. Prefeitura decreta ponto facultativo na sexta-feira (30)

Aneel realiza audiência pública em SL

Com o intuito de debater a revisão tarifária que prevê um reajuste de 19,05% nas contas de energia elétrica, a audiência ocorrerá no dia 6 de julho

800 policiais no Festejo de São Pedro

As comemorações têm início na madrugada desta quinta-feira (29) com o encontro dos grupos de bumba meu boi, e seguem ao longo do dia com missa campal e as procissões

Emissão de passaportes é suspendida pela PF

Usuários que foram atendidos antes das 22h desta terça-feira (27) vão receber o passaporte normalmente.

Flávio Dino discute aulas de ginástica gratuitas

Flávio Dino recebeu a ex-ginasta Daiane dos Santos e discutiu implantação de projeto para ofertar aulas de ginástica gratuitas a maranhenses

Boi da Madre Deus: Resistência e tradição

Ao longo de sua história a brincadeira teve seus momentos de glória ganhando prêmios, viajando para outros estados e agora resiste para manter sua tradição nos arraiais da capital maranhense

Dino é o mais votado para suceder Janot

Dino obteve 621 votos e encabeçará a lista tríplice, com os três mais votados, que será enviada ao presidente Michel Temer

Facebook alcança marca de 2 bilhões de usuários

De acordo com números da empresa, 800 milhões de pessoas curtem postagens no Facebook todos os dias.

Trânsito é modificado para o festejo de São Marçal

As interdições ocorrerão no sentido Bairro-Centro, pela Avenida São Marçal, quando o trânsito será desviado na Jordoa

Partidos são punidos por propaganda irregular

Punição deverá ser aplicada no segundo semestre de 2017 ao PTB, PMN, PSB, PSC e PP. Partidos terão redução do tempo de propaganda partidária gratuita

Animais na rua: questão de saúde pública

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, há cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil.

Conversamos com o 'Cacuriá do Candinho' sobre vídeo polêmico

Em entrevista a O Imparcial, Candinho comentou a repercussão negativa de vídeo que chocou muita gente e viralizou nas redes sociais

Condomínio precisa ser evacuado

Após denuncia de moradores ao Ministério Público do Maranhão e vistoria dos bombeiros, a instituição decretou o prazo de 5 dias para a evacuação dos moradores

Bandidos 'justiceiros' punem criminosos que excedem ordens

Vídeos que circulam nas redes mostram bandidos sendo punidos com tiros nas mãos e nos pés; a ordem é dada pelos próprios integrantes das facções

VEJA MAIS