NÃO É SÓ NA BAHIA

Cheia do Rio Tocantins deixa 60 famílias desabrigadas em Imperatriz

Nesta terça (28) o nível das águas voltou a subir, obrigando os imperatrizenses a buscarem abrigos ou casas de amigos e parentes.

Foto: Reprodução.

As chuvas que atingem as margens do Rio Tocantins desde o final de semana, em Imperatriz, já deixaram 60 famílias desabrigadas, de acordo com a Prefeitura do município localizado a 635 km da capital São Luís.

Na segunda-feira (27), O Imparcial divulgou o alerta de enchente da Defesa Civil de Imperatriz, apontando o aumento significativo do nível do rio Tocantins nas últimas 24 horas, por conta das fortes chuvas. O Consórcio Estreito Energia (CESTE), que gerencia a operação da Usina Hidrelétrica de Estreito, mostrou uma previsão de vazão de 15 mil metros cúbicos por segundo, bem superior à normalidade.

O Corpo de Bombeiros sobrevoou na manhã desta terça-feira (28) as regiões próximas à região da Beira-rio, com o objetivo de mapear as áreas atingidas pelo alagamento e planejar ações de socorro emergencial, em caso de piora das condições climáticas. As chuvas já atingiram os bairros Caema, Porto da Balsa, Leandra e Areal.⁣⁣⁣

Famílias sendo retiradas após enchente do Rio Tocantins. (Foto: Divulgação/CBMMA)

Aumento do número de desabrigados

Os bombeiros haviam iniciado ontem (27) a retirada de ribeirinhos que moram às margens do Rio, cerca de 30 famílias. Nesta terça-feira (28), o nível das águas voltou a subir, e junto com ele o número de desabrigados, que agora chegou a 60 famílias.

Foto: Reprodução.

Essas famílias estão sendo mantidas em locais indicados pelo município imperatrizense. Algumas saíram de casa e optaram por outros locais que não o abrigo oferecido pela prefeitura. A Prefeitura da cidade informa que disponibilizou a Escola Tiradentes, a quadra poliesportiva da Caema e o Parque de Exposições para acolher as famílias. A Igreja São Sebastião também tem sido ponto de apoio.

“O nível do rio aumentou muito hoje, estamos 9 metros acima e continuamos dando suporte às famílias”, ressaltou o superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão. Em caso de emergência, as famílias devem procurar por ajuda através do telefone (99) 99152-0832.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias