CORONAVÍRUS

No Maranhão

1104
203334
192476
4601
PANDEMIA

MP pede esclarecimento sobre plano de vacinação contra covid-19

O Ministério Público quer garantir a correta destinação das vacinas em todos os municípios maranhenses

30/10/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Na última segunda-feira (11), o Ministério Público do Maranhão pediu detalhamento e esclarecimento sobre o Plano Estadual de Imunização para a Covid-19 com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O requerimento foi feito pela promotora de justiça de Defesa da Saúde de São Luís, Glória Mafra. 

Segundo o plano estadual, a imunização deve ser iniciada pelo público prioritário, formado por idosos e pessoas com comorbidades. O MP quer garantir a correta destinação das vacinas em todos os municípios maranhenses e que o número de vacinas a serem disponibilizadas, na primeira fase, seja o mais fiel possível a fim de evitar a falta do imunizante.

Leia também

A promotora de justiça de Defesa da Saúde de São Luís ainda destacou que a prioridade é assegurar que toda a logística para distribuição, armazenamento e aplicação das vacinas garanta o acesso de todos os cidadãos do grupo prioritário, na primeira fase, quando as doses estiverem disponíveis. “Não podemos esperar para planejar a imunização apenas quando as vacinas chegarem ao Maranhão”, enfatizou Glória Mafra.

Pedido

O Ministério Público ainda ressalta que m 18 de dezembro do ano passado, a 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde requisitou ao secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, para produzir e encaminhar ao MPMA, no prazo de 10 dias úteis, o Plano Estadual de Imunização para Covid-19.

Além disso, na última quinta-feira, 7, Glória Mafra realizou outra reunião com representantes da SES e apontou aspectos sobre a imunização que deveriam ser observados para conclusão do documento. Na ocasião foi requerido que o  Plano Estadual deveria contemplar, obrigatoriamente, as seguintes informações:

  • público-alvo,
  • cronograma de vacinação por fases, logística e recursos humanos (quantidade de doses, profissionais de saúde, seringas, agulhas e câmaras de refrigeração por município).

O MPMA ainda pediu a SES que o plano incluísse a quantidade de pontos estratégicos de armazenamento, caminhões refrigerados, viagens por caminhão durante todo o período de vacinação, quantidade de policiais para escolta e segurança dos caminhões que transportarão a vacina.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias