CORONAVÍRUS

No Maranhão

3483
183461
175992
3978
ELEIÇÕES 2020

“A gente pretende sim governar com muito diálogo”, afirma Jeisael Marx, candidato a prefeitura de São Luís

Sobre seu posicionamento político-ideológico, o candidato Jeisael Marx alega que é Social Democrata: “Não sou nem de direita e nem de esquerda”

Foto: Reprodução

Aconteceu hoje (15), a partir das 20h, a terceira entrevista da série de lives com os candidatos a prefeito de São Luís, pela página do Facebook e pelo Portal do O Imparcial. O terceiro candidato entrevistado foi o Jeisael Marx, da REDE Sustentabilidade.

O candidato a prefeito iniciou a live se apresentando e seguiu pontuando suas propostas de governo para a capital maranhense.

Iniciando a sabatina, Jeisael Marx destacou os motivos que o levam a querer ser prefeito de São Luís, falando sobre o que o faz  querer entrar no mundo político, e afirma “Não existe caminho para a gente encontrar soluções para os problemas da sociedade que não seja a política”.

Sobre seu posicionamento político-ideológico, o candidato Jeisael Marx alega que é Social-Democrata: “Não sou nem de direita e nem de esquerda”. Sobre a gestão, ele fala que irá querer parceria desde o Governo estadual ao Governo federal para auxiliar em São Luís.

Raimundo Borges, diretor de redação e colunista político, Felipe Klamt, colunista de O Imparcial, Célio Sérgio, editor-chefe, serão os entrevistadores da noite. Dalva Rego, jornalista e apresentadora, será a âncora e também entrevistadora.

Durante a realização da live diversos questionamentos foram feitos ao candidato à prefeitura de São Luís, sendo questionado pelo jornalista Raimundo Borges como ele tem articulado sobre sua candidatura em um ambiente restrito (de tempo de televisão e fundos partidários) e ainda transmitir suas ideias aos eleitores:

“Eu acredito que nem todas as batalhas da vida nós vamos vencer, mas nem por isso nós devemos deixar de lutá-las“, e continua, “Eu não acho que já ganhei, não acho que já perdi, eu acho que preciso lutar muito pra que a gente possa dar o nosso recado“, ele concluiu.

Jeisael falou sobre o recurso mínimo que conseguiu de partido e sobre a emoção de ter recebido seu ‘santinho’ para entregar esta manhã pela primeira vez.

O jornalista Felipe Klamt perguntou sobre o candidato não dividir o governo com outros partidos, se conseguirá vencer os 31 vereadores, assim como se ele fará a sua gestão política partidária dentro da gestão pública no executivo municipal.

“Eu pretendo mexer na lei de aplicativo, pretendo mexer na lei dos taxistas, eu pretendo formatar uma legalização (não sei ainda o caminho) para os carrinhos de aplicativo, e aí sim eu vou precisar realmente da parceria dos vereadores”, ele falou sobre a relação com vereadores.

E acrescentou “A gente pretende sim governar com muito diálogo, com muita conversa, especialmente no que diz respeito aquelas questões que nós queremos implementar e que dependem do legislativo, é preciso ter traquejo, é preciso ter jogo de cintura, muito respeito entre ambas as partes, mas eu quero dizer que tudo eu vou fazer da melhor forma e com transparência”, ele explicou.

O candidato foi questionado sobre a falta de credibilidade que os políticos possuem entre os eleitores e como ele mudaria essa realidade.

“Nós teremos esse adendo, o pós-pandemia, onde nós temos problemas econômicos, problemas de arrecadação gerados a partir da queda no consumo, na produção, etc… Dinheiro público não dá em árvore, é oriundo dos impostos que todos nós pagamos, e eu quero dizer que o nosso plano de governo é o único que prevê, por exemplo, um enxugamento inteligente da máquina pública”, ele disse.

E continua “Por exemplo, nós temos hoje 33 no total de órgãos, secretarias, autarquias, fundações, enfim… Nos temos em nosso plano de governo a diminuição para 19. Sem que a gente diminua a prestação do serviço dessas secretarias que podem ser extintas ou que serão agregadas a outras secretarias. Nós vamos criar um Procon municipal, que São Luís não tem, e fazer 5 subprefeituras. Esse é um dos pés do nosso tripé de descentralização, sustentabilidade e participação cidadã”, ele afirmou.

O jornalista Raimundo Borges falou sobre as dificuldades das escolas diante a pandemia e de que modo gestão do candidato lidaria com essa questão. O candidato então respondeu:

“O próprio governo do Estado tá dando uma aula, mantendo os alunos da rede estadual estudando através da internet, cria-se mecanismos com os instrumentos modernos e atuais que nós temos. Por que não se copia isso? Não vamos inventar nada, vamos pegar o que está sendo feito, o que está sendo colocado em prática e que tá dando certo e vamos colocar. Agora pra isso, tem que ter vontade, tem que ter coragem, tem que ter atitude pra fazer”, ele finalizou.

  • Jeisael Marx (REDE Sustentabilidade)

Jeisael Marx tem 41 anos, é Radialista e Jornalista formado em Rádio e TV em nível técnico, graduado em Tecnologia de Gestão Empreendedora e Bacharel em Comunicação Social. É casado e pai de um casal de filhos. Nascido em São Bento, também é ludovicense, já que recebeu da Câmara Municipal o título de Cidadão Ludovicense em 2017. É reconhecido pelo seu trabalho em prol da cidade no jornalismo comunitário e investigativo.

Leia também:

As entrevistas, de tema livre, tem como objetivo discutir planos e propostas dos candidatos para melhorar a cidade. As lives serão transmitidas pelo Facebook de O Imparcial (facebook.com/oimparcialma), via plataforma Zoom, e também pelo portal de O Imparcial. Elas serão disponibilizadas no Youtube, em até 2h após o encontro.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias