No Maranhão

Salário baixo é o grande desafio para professores

A baixa média salarial da categoria, que gira em torno de 4,8 salários mínimos, e a pouca qualificação são dificuldades relatadas

Reprodução

A carreira do magistério é conhecida por passar dificuldades em diversos âmbitos, como mostra levantamento do Ibope, encomendado pela Organização Todos Pela Educação.

Os dados destacam a baixa média salarial da categoria, que gira em torno de 4,8 salários mínimos, e a pouca qualificação, apenas 9% deles têm mestrado. Além disso, apontam que 56% dos professores trabalham em escolas públicas municipais e 67% lecionam no interior dos estados.

Para Caroline Tavares, gerente do projeto Profissão Professor do Todos Pela Educação, o foco para uma solução eficaz deve estar na capacitação dos profissionais. “Precisamos de professores bem capacitados, com uma boa prática docente. Sem isso, não tem educação de qualidade. É necessário um conjunto de iniciativas estruturantes da carreira”, explica.

Para Caroline Tavares, gerente do projeto Profissão Professor do Todos Pela Educação, o foco para uma solução eficaz deve estar na capacitação dos profissionais. “Precisamos de professores bem capacitados, com uma boa prática docente. Sem isso, não tem educação de qualidade. É necessário um conjunto de iniciativas estruturantes da carreira”, explica.

A amostra faz um panorama da situação atual da profissão, mas os próprios professores também destacam outros desafios do dia a dia. Denise Montandon, professora do ensino fundamental da rede pública, conta que os desafios são mais profundos do que se imagina.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS