EDUCAÇÃO

Financiamento de mensalidades pelo Fies aumenta 43%

O aumento pode beneficiar estudantes que queiram financiar curso com mensalidades mais altas, como Medicina

Reprodução

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quarta-feira, 6, o aumento do teto do financiamento do FIES para R$ 42.983, por semestre. Antes, a quantia financiável era de até R$ 30 mil. Isso significa que o programa vai custear cursos com mensalidade de até R$ 7 mil.

As novas regras anunciadas para o financiamento estudantil serão válidas a partir do segundo semestre deste ano.

Os candidatos devem fazer suas inscrições, exclusivamente, pela internet, a partir do mês de julho. No total, estão sendo ofertadas 310 mil vagas em 2018, sendo 155 mil para os últimos seis meses do ano.

Segundo o ministro da Educação, Rossieli, o aumento pode beneficiar estudantes que queiram financiar curso com mensalidades mais altas, como Medicina.

Além disso, o MEC garante o financiamento de pelo menos 50% do valor do curso escolhido. As mudanças valem para a modalidade 1, o chamado Fies público. Neste ano, 100 mil vagas serão ofertadas nessa modalidade. Elas têm juro zero e são financiadas diretamente pelo governo.

“O sistema permitia financiamento menor que 50%. Em alguns casos, chegava a 8%. Não conectava com o jovem ou com a família que precisava do financiamento”, destacou Rosisieli.

A intenção é aumentar a atratividade do programa. As vagas são destinadas a estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, ou seja, R$ 2.862.

Os alunos que já contrataram financiamentos inferiores no primeiro semestre e quiserem ampliar para 50% poderão fazê-lo ao renovar o Fies no segundo semestre.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS