CASO JESIEL SALES

Envolvidos na morte de publicitário são apresentados pela polícia

Um dos suspeitos, Wanderson de Morais Baldez, já estava preso, por também ter participado da morte do delegado da Polícia Federal, David Farias de Aragão

Reprodução

Dois envolvidos na  morte do publicitário e designer Jesiel Sales, em março deste ano foram apresentados na Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP)  na tarde desta quinta-feira, 28.

Um dos suspeitos, Wanderson de Morais Baldez, acusado de ser um dos executores de Jesiel Sales, já estava preso, por também ter participado da morte do delegado da Polícia Federal, David Farias de Aragão, em maio deste ano.

O outro acusado é Nathanael dos Santos Lemos, de 19 anos, conhecido como “Beck”. Após investigações, o acusado foi preso na manhã desta quinta-feira, na vila Buraco da Gia, região do Olho d’água. Segundo a polícia, Nhatanael participou do planejamento da morte de Jesiel, ajudou a esconder o corpo da vítima e levou os objetos roubados da casa de Jesiel Sales.

O terceiro suspeito de participação no crime, Darlan de Melo, está preso no município de Santo Amaro, local em que foi pego, em posse da caminhonete roubada da vítima. Segundo a polícia Darlan, junto com Wanderson foram os responsáveis pela morte de Jesiel Sales.

Wanderson, à direita, também participou da morte de David Farias, delegado da PF. Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Entenda o caso

Amigos e parentes sentiram falta de Jesiel e comunicaram seu sumiço à polícia que, ao se dirigir ao sítio da vítima, encontrou móveis revirados e sinais de luta corporal. Bens do sítio e o carro de Jesiel, uma Hilux preta, haviam sido levados do local.

O corpo do publicitário e designer, Jesiel Sales Pontes, 52 anos,  foi encontrado por policiais em um matagal no bairro da Pirâmide, Araçagi, no dia 29.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS