BRASILEIRÃO

Sampaio inicia batalha na série B; Veja a trajetória do time na competição

Sampaio inicia disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, contra o Coritiba, em jogo com portões fechados para o público, a partir das 19h, no Estádio Castelão

Reprodução

Num jogo em que a torcida não estará presente para incentivar seu time na primeira partida da Série B do Campeonato Brasileiro, o Sampaio Corrêa enfrenta hoje, a partir das 19h, o Coritiba-PR, no Estádio Castelão. A partida será disputada com portões fechados para o público, devido à punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ao representante maranhense. No seu último jogo do ano passado, por esta mesma competição, a torcida tricolor voltou a se comportar com atitudes que ferem a legislação esportiva, ao atirar objetos para dentro do gramado, por ocasião do confronto diante do Fortaleza.

Alterações

O técnico Francisco Diá, que nos primeiros treinamentos da semana vinha treinando a equipe com a mesma base que se classificou para a próxima fase da Copa do Nordeste, acabou mudando de ideia depois de observar o rendimento de alguns jogadores recém-contratados e já devidamente regularizados no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.
Além da volta de Maracás (zagueiro), recuperado de uma lesão, e do reaparecimento de Kaíque na lateral esquerda, no lugar de Alisson, que se machucou, o treinador resolveu fazer alterações no meio de campo e no ataque.Depois de um bom período como titular, Fernando Sobral dá lugar ao recém-contratado João Paulo, que comporá o setor com Silva, William Oliveira e Marlon. E na peça de ataque entra Danielzinho ou Welington Rato, e Bruninho. Uilliam, artilheiro do Estadual, que está há um bom tempo sem fazer gols, fica no banco.

Desfalques

O adversário do Sampaio Corrêa chega a São Luís bastante modificado em relação à equipe que vinha disputando o Campeonato Paranaense. Por conta disso, o Coritiba terá seis mudanças, sendo a maioria por lesões: Marcos Moser por César Benítez; Romério por Alex Alves; Léo Andrade por Abner; Matheus Thiago por Jean Carlos; Kleber por Bruno Moraes; e Galdezani (negociado) por Vinícius Kiss.

Trajetória do Sampaio Corrêa no Brasileirão

Rebaixado em 2016, o Sampaio Corrêa volta a disputar a Série B. O Tricolor já esteve três anos consecutivos na divisão mais disputada do Campeonato Brasileiro. Antes, em 1997, o Tricolor ganhou o título nacional da Série C, e se classificou para disputar a Série B, onde permaneceu até 2002, caindo para C e depois para Série D em 2009.

O Sampaio participou pela primeira vez da maior competição nacional em 1974, quando os clubes eram convidados pela Confederação Brasileira de Desportos (hoje, Confederação Brasileira de Futebol). Classificou-se de uma fase para outra, subiu de série ou permaneceu na série nos anos: 1980, 1987,1991, 1995, 1996, 1997, 2000, 2004, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012 e 2013, 2014, 2015 e 2017. Caiu de série nos anos 2002 da B para C, e em 2009 da C para D, tendo passado de séries nos anos 1997 da C para B. Em 2012, da D para C, e em 2013, da C para B. São 35 participações, com o registro de 522 jogos,184 vitórias; 197 derrotas; e 171 empates. Foram 670 gols a favor e 726 sofridos.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS