CONCURSO EMSERH

44 mil candidatos na primeira etapa do concurso da EMSERH

Este é o primeiro certame realizado para a rede de Saúde do estado em 25 anos; são, ao todo, 1.000 vagas distribuídas em 28 cargos nas áreas médica, assistencial e administrativa

O concurso público para a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) ocorre neste domingo, 18, pela manhã e tarde. Mais de 44 mil candidatos devem realizar a primeira etapa do certame em 13 cidades maranhenses. São, ao todo, 1.000 vagas distribuídas em 28 cargos nas áreas médica, assistencial e administrativa. Os salários chegam a R$ 7,4 mil.

Este é o primeiro certame realizado para a rede de Saúde do estado em 25 anos. De acordo com o presidente da Emserh, Vanderley Ramos, a expectativa para o concurso é grande. “Nós precisamos requalificar e reestruturar a carreira do serviço público no estado do Maranhão […] Hoje nós contamos com 44 unidades em todo o estado do Maranhão e nós precisamos reforçar esse atendimento ao público nas unidades”, declara.

Presidente da EMSERH, Vanderley Ramos, em visita ao grupo O ImparcialPresidente da EMSERH, Vanderley Ramos, em visita ao grupo O Imparcial

Saiba tudo sobre concursos abertos e previstos no Maranhão e no Brasil

O concurso será executado em duas etapas: a primeira, com provas objetivas e eliminatórias, e a segunda com a apresentação de títulos para os candidatos classificados. Para saber o local de realização da primeira prova, o candidato deve consultar o site do Instituto AOCP e imprimir o cartão de informação. O concorrente deve comparecer ao local antecedência mínima de 1h, antes do fechamento dos portões.

Concorrência no concurso da Emserh

São 44.387 candidatos inscritos no certame. Entre os cargos mais concorridos, estão os de técnico em enfermagem (16.122), enfermeiro (8.050) e assistente administrativo (5.639). O gabarito da prova objetiva será divulgado 24h após a realização da etapa, e o resultado final, divulgado no dia 30 de março. “Nós temos uma demanda inicial grande e a ideia é que possamos chamar o mais rápido possível”, afirma Vanderley Ramos.

Vanderley Ramos, Pedro Feire (Presidente de O Imparcial) e Raimundo Borges (Diretor de Redação)Vanderley Ramos, Pedro Feire (Presidente de O Imparcial) e Raimundo Borges (Diretor de Redação)

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS