EXPLOSÃO EM DOM PEDRO

Advogado e fazendeiro são suspeitos de comandar quadrilha

Capturados com dinheiro, armas de fogo e itens utilizados na produção de explosivos, os criminosos também podem ser responsáveis por ligação com quadrilhas de outros estados

Foto: Reprodução

Na noite desta sexta-feira, 26, a polícia capturou cinco suspeitos de explodir a agência bancária do Banco do Brasil em Dom Pedro, interior do Maranhão. Entre os presos estão o advogado Joaquim Avelino Sobrinho Filho, 32 anos, e o fazendeiro Josiel José de Sousa, 56 anos. Ambos podem ser os mentores e patrocinadores da quadrilha.

Foto: Reprodução

Sob posse de Joaquim e Josiel José foram encontrados montante de dinheiro, armas de fogo e itens utilizados na produção de explosivos. Participaram das buscas e apreensão as equipes do Centro Tático Aéreo (CTA) e do Comando de Operações e Sobrevivência em Área Rural (Cosar).

Integrantes da Quadrilha

Além do advogado e fazendeiro, foram capturados também José Araújo Ferreira, 59 anos; Leandro Ferreira da Silva, 23 anos; e Fabiano Araújo Martins, 23 anos. Há indícios de que outros criminosos podem estar envolvidos na explosão da agência de Dom Pedro.

O grupo é suspeito de participação em ataques a agências bancárias e ligação com quadrilhas de outros estados.

Crimes Praticados

Formação de quadrilha, homicídio, sequestro, tráfico de drogas e porte ilegal de armas pesam sobre os acusados, que responderão aos crimes aos quais se responsabilizam.

Explosão na agência bancária do Banco do Brasil

Na madrugada desta sexta-feira, 26, os criminosos, entraram em confronto com a polícia. Houve troca de tiros. Com armas pesadas e de forte poder destruidor, a quadrilha fuzilou a delegacia e o Quartel da Polícia Militar. Em seguida, se dirigiram ao banco, onde realizaram a explosão.

Com dispositivos explosivos, invadiram a agência e arrombaram o cofre. O interior do banco ficou completamente destruído e várias cédulas espalhadas pelo chão.

Segundo a polícia, os bandidos ainda agiram com expertise. Para facilitar a fuga e dificultar a perseguição policial, atearam fogo em caminhão e espalharam pedaços de ferro com intuito de bloquear a BR-135.

MOSTRAR MAIS