RETROSPECTIVA 2017

Momentos que agitaram o esporte maranhense

Acessos, quedas e brigas judiciais… 2017 no futebol maranhense ficará marcado por grandes eventos mas também por confusões no futebol maranhense

Foto: Honório Moreira

Acessos, quedas e brigas judiciais… 2017 no futebol maranhense ficará marcado por grandes eventos, mas também por confusões envolvendo os dois maiores times do estado: Sampaio Corrêa e Moto Club e, claro, com a vitória do time de Barra do Corda, que  conquistou o primeiro turno do tão sonhado estadual, confirmando assim sua participação na Copa do Nordeste 2018 e na Copa do Brasil.

Moto Club x São Paulo 

Um dos grandes eventos que marcaram o início da temporada do futebol no Maranhão foi sem sombras de dúvidas o jogo Moto x São Paulo que levou o Castelão à loucura.  O confronto aconteceu  pela Copa do Brasil 2017, onde o tricolor paulista eliminou o anfitrião Moto Club por 1×0.

Mas o ano de 2017 contaria com grandes emoções que iriam além das quatro linhas…  No mês de abril, durante mais uma rodada do segundo turno do Campeonato Maranhense. Um memorável Superclássico seria o início de uma briga judicial colocando fogo no maior torneio de futebol do estado.

Foto: Honório Moreira/O Imparcial

Durante a semifinal do Maranhense,  Sampaio Corrêa empatou com o Moto por 2×2, o levando para a final do campeonato juntamente com o Cordino, campeão do primeiro turno. Logo após o final do jogo, o rubro-negro entrou com uma ação na justiça desportiva conseguindo assim paralisar o campeonato.

Loucura, loucura, loucura! 

Na ocasião, o até então diretor jurídico do clube Adolfo Testi alegou que o regulamento do campeonato estava incoerente. “O Moto não quer reverter nenhuma derrota em tribunal, até por que não perdeu nada. Em um jogo de uma das semifinais aconteceu um empate, entre Moto e Sampaio, não ouve derrota de nenhum dos dois times. O Moto quer ter reconhecido do que está previsto no regulamento da competição. O Moto não quer se classificar rasgando o regulamento, o Moto quer que ele seja cumprido, então essa foi à razão que fez o Moto ter impetrado com mandado de garantia para ter resguardado e ter reconhecido o direito de jogar pelo empate na semifinal, direito este, que está previsto no regulamento”, disse Testi.”

Para campeonato, continua campeonato… 

E nessa onda de justiça, o rubro-negro conseguiu no Tribunal de Justiça do Maranhão conseguiu a tão sonhada vaga na final do maranhense com o Cordino.  AGORA VAI!

Não, pera…

Sampaio Corrêa vence o Campeonto Maranhense 2017

O Sampaio Corrêa entrou com um recurso no Superior Tribunal da Justiça Desportiva e por lá ganhou o direito de ir à final do Maranhense. 

Resultado? Tricolor foi campeão do segundo turno e levou a melhor na final, conquistando seu 33º título estadual e  vaga na Copa do Nordeste e Copa do Brasil 2018.

Foto: Castelão

Copa Verde

No mês de abril o  Castelão também sediou um dos jogo da semi-final da Copa Verde com o o grande jogo Santos (AP) x Paysandu (PA).

Motivo? 

Garantido na Semi-Final pela primeira vez em sua história, o Santos do Amapá realizaou o Jogo no Estádio Castelão, em São Luis, pois o regulamento da CBF exige que o estádio na fase semi-final  tenha capacidade mínima de 10.000 lugares. O Estádio Zerão, em Macapá, tem capacidade para 4.000 torcedores. Já o Estádio Castelão tem capacidade para 40.000 lugares, atendeu  ao regulamento. O Jogo terminou empatado no 1×1.

Muito Superclássico em 2017

Com a queda do Sampaio em 2016 e o acesso do Moto, os grandes rivais se encontraram quatro vezes em 2017, duas pelo estadual e duas pelo Brasileirão Série C. Foi surra de rivalidade!

Sai treinador, entra treinador… 

Ainda no futebol, 2017 foi um ano atípico para o Moto Club. O maranhense teve Ruy Scarpino, Marcelo Villar, Leston Júnior e Marcinho Guerreiro!

Teve MMA também!

No mês de agosto, São Luís recebeu um dos maiores eventos de MMA do Nordeste, oo Bradar Fight Championship (BFC), o maior evento de MMA do Norte Nordeste do Brasil, com lutadores renomados e presenças especiais. Participaram do evento Ronny Jason, Luan Chagas e o ícone, Wanderlei Silva, o maior lutador da história do vale tudo.

Foto: Honório Moreira

Subiu! 

O tubarão nem esquentou o assento da Série C! Em um jogo com o Castelão super lotado, o tricolor empatou com o carioca Volta Redonda e conseguiu o tão sonhado retorno para Série B em 2018.

Caiu! 

Já para o Moto Club não conseguiu se manter na Série C. Contra o Fortaleza lá na Arena Castelão, o maranhense não segurou a pressão e perdeu por 1×0 e vai disputar a série D em 2018.

Foto: Karlos Geromy/ O Imparcial

E só para não terminar o ano sem tretas… 

Em novembro, o departamento jurídico do clube, deu entrada de um documento na Federação Maranhense de Futebol, onde questiona a fórmula aplicada para montagem da tabela do Estadual 2018, onde, nas cinco primeiras rodadas, o Moto faz quatro jogos como visitante, sendo que três são seguidos, isso sem contar que abre a competição com um jogo em Imperatriz.
Na reclamação, o Moto mostra que nestas mesmas rodadas o Imperatriz faz suas partidas como mandante, ou seja, nas cinco primeiras rodadas do Campeonato Estadual, o Cavalo de Aço é presenteado com quatro partidas em casa.

Será que teremos a segunda temporada do “Paralisa Estadual” em 2018?

MOSTRAR MAIS