CASO ALANNA

“Mães, escutem seus filhos”, apela o secretário de Segurança

Durante coletiva de imprensa, Jefferson Portela destacou a importância da população na erradicação da violência e fez um alerta às mães

Durante a coletiva de imprensa neste sábado, 4, que apresentou Robert Serejo Oliveira como autor do crime contra Alanna Ludmila, o secretário de Segurança Pública do Maranhão, delegado Jefferson Portela, apelou à população: “Temos que acabar com essa hipocrisia no Brasil. Não é natural que a pessoa se ponha em fuga, sem ter nada com o crime”.

A coletiva de imprensa ocorreu na tarde deste sábado, dia 04

O secretário fazia referência às manifestações de civis no Facebook, antes da apreensão do criminoso, alegando que este ainda não poderia ser tratado como agente do crime. Durante as justificativas de defesa na rede social, os militares do Maranhão trabalhavam nas investigações e busca do acusado, com provas técnicas colhidas e mandado de prisão a ser cumprido.

Para Jefferson, é inadmissível que a suposta defesa da democracia e do direito individual passe por cima de tudo. “Está na hora do Brasil rever isso. Diante de culpa definida, não se pode criar como artificio jurídico presunção de inocência. Isso leva a uma coisa maligna, chamada impunidade”, reforçou o secretário.

Ao finalizar o apelo para que a população, em conjunto com as polícias, seja mais participativa na erradicação da violência, Jefferson alertou: “Mães, escutem seus filhos. Tenham mais cuidado com as crianças dentro de casa. Quem está envolvido em abuso sexual é pai, padrasto, irmão, tio, parentes e vizinhos. Não é um crime de natureza para estranhos. É um crime de gente de proximidade”.

Delegacia Especial da Mulher em São Luís
Avenida Beira Mar, n° 534, Centro, São Luís – Maranhão.

Denuncie:
(98) 3214-8649
(98) 9919-7312
(98) 3214-8650

WhatsApp:
(98) 98427-1002

MOSTRAR MAIS