Meio ambiente

Sítio do Rangedor começa a ser construído na Capital

Antes, o local era uma Estação Ecológica. Mas, devido à quantidade de queimadas criminosas, foi estabelecida uma nova categoria ao local: a de Parque Ambiental.

Reprodução

Começou a ser construído nesta segunda-feira, dia 2, em São Luís, o Parque Estadual Sítio do Rangedor. O Governo do Estado destinou R$ 19 milhões para a construção. A ordem de serviço foi assinada no dia 22 de setembro pelo Secretário de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho, e pelo governador Flávio Dino.

Quando estiver pronto, o espaço contará com praças, dois estacionamentos, pista de caminhada, ciclovia, trilhas naturais, playgrounds, academias ao ar livre, quadras poliesportivas e espaços de convivência.

Antes, o local era uma Estação Ecológica. Mas, devido à quantidade de áreas que sofriam ataques com queimadas criminosas, despejo de lixo e prática ilegal de caça, o Governo do Maranhão, por meio da Lei Estadual Nº 10.455/2016, aprovada na Assembleia Legislativa, estabeleceu uma nova categoria ao local: a de Parque Ambiental, que agora pode receber as intervenções nas áreas já degradadas.

“E é nessas áreas que vamos atuar. São Luís em seus 405 anos ganha mais um espaço destinado à preservação ambiental, bem estar e lazer”, disse o secretário Marcelo Coelho.

“O Parque se transformará em mais um espaço destinado ao lazer e ao esporte, proporcionando bem estar e qualidade de vida à população da Capital”, conclui o governador Flávio Dino.

Com 126 hectares de área, o Parque Estadual do Sítio Rangedor é uma unidade de proteção integral de reposição de aquíferos. Sua existência, no meio da cidade, garante o abastecimento de importantes lençóis freáticos, localizados no subsolo.

MOSTRAR MAIS