Focos de Incêndio

Maranhão registrou mais de 3.800 queimadas em agosto

Números do mês foram superiores ao trimestre anterior. Grajaú é a cidade mais atingida nos últimos cinco meses, ficando em sexto lugar no ranking nacional

O Programa de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou um número alarmante de queimadas no Maranhão no mês de agosto de 2017. Segundo os números divulgados, foram 3.875 queimadas no estado no período, com a cidade de Grajaú sendo a que mais registrou focos de incêndio.

O número registrado é preocupante porque foi maior que os últimos três meses somados. Vale relembrar que em julho foram registradas 2.521 ocorrências. Junho foram apenas 885 e maio 163.

Além de superar os meses com um menor número histórico de registros, agosto de 2017 superou, inclusive, o alcançado no ano passado que foram 3.720. A média história do mês para o Maranhão é de 3.120 focos de incêndio. No Brasil, o mês de agosto deste ano teve 10.468 ocorrências.

Grajaú

O município de Grajaú, a 557 km de distância de São Luís, é o que detém o maior número de focos de incêndio no Maranhão com o registro de 294 em agosto. A cidade fica em sexto lugar no ranking nacional se contados os últimos cinco meses.

Em maio foi registrado apenas uma queimada, mas o número foi subindo mensalmente: junho (24), julho (109) e agosto (294). Mas os dados que mais preocupam são os registrados nos primeiros dias de setembro: 144 queimadas.

MOSTRAR MAIS