Feminicídio

Homem que matou esposa a facadas já tinha três passagens pela polícia

Joel Magno Cirqueira dos Santos assassinou Carla Dayana Souza Batista, na noite deste sábado (9), no bairro do Anil. O crime ocorreu na frente dos três filhos do casal

(Foto: Reprodução)

Mais um caso de violência doméstica foi registrado em São Luís durante o fim de semana. Joel Magno Cirqueira dos Santos é acusado de assassinar sua esposa, Carla Dayana Souza Batista, de 25 anos, na frente dos três filhos do casal, nas primeiras horas da noite de sábado (9). O crime ocorreu no apartamento onde a família vivia, no bairro do Anil. Joel Magno já possuía passagem pela polícia pelos crimes de estelionato, embriaguez ao volante e violência doméstica.

Após atingir a facadas a companheira e deixá-la desacordada no banheiro da residência, o acusado tentou fugir, mas foi capturado nas imediações do Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, no bairro do Tirirical. Ainda com as marcas do sangue da esposa, Joel Magno Cirqueira dos Santos foi autuado em flagrante.

Familiares da vítima contam que o casal estava junto desde o ano de 2010 e convivia com constantes agressões verbais e físicas. O crime de sábado foi executado após um dia de lazer entre pais e os três filhos: dois meninos e uma menina. Ao chegarem ao apartamento, marido e mulher tiveram um novo desentendimento que culminou na morte de Carla Dayana.

No dia seguinte à tragédia, enquanto familiares da vítima cuidavam dos procedimentos para a realização do sepultamento no município de Viana, o marido (e principal suspeito) tinha sua prisão preventiva decretada pelo juíz Luis Carlos Dutra, no fórum Desembargador Sarney Costa. O acusado foi encaminhado para o Complexo Penitenciário São Luís onde responderá pelo crime de feminicídio.

Os três filhos do casal agora estão com a bisavó materna na cidade de Viana, na baixada maranhense.