História

Há 209 anos, o primeiro jornal do Brasil começava a circular

A Gazeta, fundada em 1808 no Rio de Janeiro pela Imprensa Régia, não poupava elogios à corte e revelava a característica propagandista do jornalismo de outrora

O primeiro jornal do Brasil passou a circular em 10 de setembro de 1808, no Rio de Janeiro

O primeiro jornal do Brasil passou a circular em 10 de setembro de 1808, no Rio de Janeiro

Dos primeiros periódicos propagandistas do século XIX às redações enxutas, caracterizadas pelas novas tecnologias e convergência de mídias, muita coisa mudou no jornalismo. Hoje, com o fluxo intenso da informação (que, reconheçamos, beira a banalização), a pergunta que já virou jargão é: “o jornal vai morrer?”. Previsões e palpites à parte, mas com a certeza de que o mundo muda – e sempre mudou –, desfrutar a sensação que só o bom e velho jornal impresso proporciona e relembrar a trajetória deste elemento sempre presente (se não protagonista) no desenrolar da história torna-se uma tarefa urgente.

Nesta mesma data, 10 de setembro, há 209 anos, o primeiro jornal impresso do país passava a circular. A Gazeta, que mais parecia um documento, se comparada ao modelo atual de jornal (repleto de imagens e infográficos para os olhos famintos já acostumados com smartphones), nasceu em terras cariocas, precedida pela Imprensa Régia, fundada cerca de quatro meses antes.

O jornal, publicado duas vezes por semana, tinha como redator Manuel Ferreira de Araújo Guimarães e como editor o Frei Tibúrcio José da Rocha, e contava basicamente com comunicados do governo em seu conteúdo. O periódico deixou de circular em 1822, com a independência do Brasil.

Censura

Com viés propagandista, as notícias da Gazeta não poupavam elogios à corte. A censura, aliás, já era uma prática recorrente no Brasil antes mesmo da chegada da família real, já que qualquer atividade de imprensa era proibida.

Publicar panfletos, livros e periódicos era motivo de perseguição. A restrição ocasionou, é claro, revelando desde os primórdios o “jeitinho brasileiro”, a circulação clandestina de publicações. Foi o caso do antigo Correio Braziliense, fundado por Hipólito José da Costa em julho de 1808, na capital inglesa.

MOSTRAR MAIS