R$ 1,95 milhão

Roseana é absolvida da acusação de desvios da saúde

A decisão foi proferida pelo juiz Clésio Coelho Cunha, da 7ª Vara Criminal do Maranhão, que decidiu pela absolvição somente de Roseana

asdasd

Nesta segunda-feira(13),  a ex-governadora Roseana Sarney foi absolvida pela Justiça do Maranhão, da acusação de desviar R$ 1,95 milhão de reais de 64 hospitais construídos no Maranhão para financiar sua campanha no ano de 2010.

A decisão foi proferida pelo juiz Clésio Coelho Cunha, da  7ª Vara Criminal do Maranhão, que decidiu pela absolvição somente de Roseana, mantendo a denúncia para os 15 acusados restantes. Ela foi absolvida  por ausência de indícios de ações da acusada que contribuíssem para o resultado das ações descritas no processo.

Em nota divulgada à imprensa, Roseana afirma nunca ter duvidado que o resultado seria esse. “Essa decisão, embora ocorra depois de uma longa e exaustiva batalha minha, enquanto fui por todo esse tempo pré-julgada e, por muitas vezes, agredida, só renova as minhas forças, a fé na verdade e na Justiça, principalmente a de Deus. Eu reafirmo, como faço em todos os momentos, que a minha consciência está tranquila, pois sempre agi de forma correta e nunca fiz nada que pudesse desabonar a minha conduta como governadora do meu estado”, declarou.

O caso
Em maio de 2016, Roseana foi arrolada em um processo judicial, fruto de denúncia do Ministério Público, em que ela e mais 15 pessoas – entre elas, o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad – foram citadas como participantes de um esquema de desvio de verbas na saúde, dentro do programa ‘Saúde é Vida’.
A ex-governadora Roseana Sarney Murad foi apontada como beneficiária de uma transação onde ‘recursos para as empresas contratadas sem licitação se destinaram para financiar sua campanha eleitoral e seu partido, no pleito de 2010’. Segundo a denúncia, R$ 1.950.000 (um milhão, novecentos e cinquenta mil reais) teriam abastecido a campanha de Roseana e do PMDB.
Roseana negou que tenha participado de qualquer ato ilícito. Ela se defende dizendo que nunca autorizou gastos no caso investigado. “Trata-se de uma denúncia genérica, sem nenhum fato específico, onde está incluída como coautora apenas por ser governadora”, diz nota da assessoria, que ressalta que ela está tranquila, por entender que não cometeu nenhuma ilegalidade.