COPA DO MUNDO

04 motivos do futebol belga gostar do talento maranhense

Tudo começou com a ida do jovem Airton Oliveira para a Bélgica em meados de 1980. Bom de bola, ele naturalizou-se belga e disputou uma Copa do Mundo. Dezenas de outros atletas seguiram a mesma rota

Reprodução

Custo-benefício

A enorme quantidade de profissionais levados do Maranhão para a Bélgica causa estranheza quando se observa que os mesmos clubes que exportaram esses atletas, até hoje continuam enfrentando grandes dificuldades financeiras ao ponto de, em certas ocasiões, surgirem movimentos paredistas antes de jogos importantes, isto é, jogador ameaçando não treinar ou entrar em campo nas competições oficiais. E porque foram tantos maranhenses parar na Bélgica naquela época?

“Por uma questão do custo benefício, né? Os jogadores saíam daqui com passe livre ou então eram negociados por valores muito abaixo do que representavam em se tratando de qualidade técnica. Disso, se aproveitavam clubes e empresários do futebol para levar nossos bons profissionais, que assim seguiam em frente. A maioria deles conseguiu melhorar sua qualidade de vida e hoje estão bem tranquilos”, finaliza Jânio.

« Anterior Próxima »4 / 5
VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias