Onde curtir os blocos de pré-carnaval em São Luís?

Só no primeiro dia de 2020 uma grande concentração de blocos no Bairro da Madre Deus foi anunciada

Divulgação

Muita gente já está ansioso para o carnaval. E enquanto o mês de fevereiro não chega, os blocos de pré-carnaval dão um gás em quem espera pelos 4 dias de festa e ainda consegue curtir as férias em ritmo de folia.

As concentrações de pré-carnaval já iniciaram desde o dia 25 de dezembro com o bloco C. de Asa, e seguem firme nos feriados e nos fins de semana do mês de janeiro.

Só no primeiro dia de 2020 uma grande concentração de blocos no Bairro da Madre Deus como a tradicional concentração da Máquina de Descascar ‘Alho que em neste ano comemora 33 anos de existência, e Os Fuzileiros da Fuzarca foi anunciada.

Leia também: Concentração do bloco Acorda Maroca acontece nesta sexta (3)

Listamos aqui uma prévia da programação de pré-carnaval dos principais blocos de rua da capital. Confira!

Programação de 03 a 11 de janeiro

Dia 03/01 Bloco Acorda Maroca: A partir das 22h. Concentração na Rua Padre Roma/ Canto do Zé Sucata.

Dia 04/01 Bloco do Santa – Concentração na Rua do Sol 168, Centro – Horário: 16h

Dia 05/01 Bloco Os Feras: local: Madre Deus. Concentração: Com saída do Caldeirão da Madre Deus, Largo do Caroçudo, Beco do Gavião, São Pantaleão, Beco das Minas, rua do Passeio e Praça da Saudade. Horário: 17h.

Dia 05/01 Bloco do Bicho Terra – Concentração na Praça Deodoro às 18h.

Dia 05/01 Bloco C. de Asa – Concentração: Bar & Galeteria Tô no Serviço -Rua Raimundo. Corrêa, 442 – Bom Milagre /Próximo ao Ponto final dos ônibus – Horário: 12:00h

Dia 11/01 Concentração da Bicicletinha: local: Canto da Comunicação, na rua São Pantaleão, em frente à primeira sede da escola de samba Flor do Samba. Horário: 16h.

Até o fechamento desta matéria, muitos blocos ainda não haviam se pronunciado quanto à programação oficial de 2020 nas páginas dos mesmos.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Luís o Calendário oficial de eventos da ilha só será divulgado no dia 6 no Diário Oficial.

Tradição

Tradicional no carnaval da capital maranhense o Bloco Bicicletinha se prepara para mais um ano de folia. Segundo Guto Bogea, fundador do bloco, a intenção este ano é voltar às origens dos primeiros carnavais de rua da cidade:

“Estamos tentando fazer um trabalho de volta às origens, reunindo em alguns bares do Centro, para fazer a nossa roda de samba e depois percorrer ruas e ladeiras cantando sambas e marchinhas como no começo da nossa história”, afirma.

Joel Jacinto um dos organizadores do Bloco da Imprensa fala sobre a trajetória do bloco na ilha, e a comemoração do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão que neste ano completa 50 anos:

“O Bloco da Imprensa já se concentra aqui na Praia Grande desde 2009, e tem história desde 1987. Começou fazendo circuitos de rua, depois fez o circuito de praia, Madre Deus e João Lisboa. Ao longo dos anos, de 87 pra cá, se concentrou mais na Praia Grande desde 200. Para o carnaval de 2020, nós estamos com o tema de ”50 anos do Curso de Jornalismo da UFMA”. Esse é nosso objetivo, trazer alegria, homenageando os 50 anos do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão, com a coordenação de Célio Sérgio e Joel Jacinto”, declarou.

Uma Breve história do Carnaval de Rua de São Luís

Divulgação

Entre os anos 40 e 50, em São Luís havia uma tradição de Carnaval de rua, em que famílias se reuniam para brincar e dançar nas ruas estreitas do centro histórico. Essa tradição se perdeu por algum tempo.

O Carnaval maranhense, no seu contexto histórico, já passou por várias fases. No passado, se caracterizava como o terceiro melhor Carnaval do Brasil. Ficou muito popular, por ser em uma cidade colonial que tem muito a ver com a configuração da cidade de Olinda (PE), por exemplo: Ruas estreitas, ladeiras e praças. Então, o Carnaval tinha, mais ou menos até meados dos anos 1960, caráter tipicamente de rua, mais familiar e aconchegante.

Havia também o corso, formado por caminhões e carros que percorriam várias vielas do centro histórico. Quanto aos blocos de rua podemos destacar entre esses grupos os blocos tradicionais, blocos organizados, blocos alternativos, blocos afro e blocos de sujo.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias