GENUINAMENTE MARANHENSE

7 empreendimentos que são a cara do Maranhão

Partindo de pontos diferentes, essas pessoas se destacam pela inovação e seguem trabalhando em negócios que crescem cada vez mais, oferecendo mais que seus produtos

Santê

Reprodução

Já a Santê nasceu de um incômodo de Pedro Freire, ao observar que muitas das camisetas que ele e outras pessoas ao seu redor faziam referências a outros lugares e outras culturas. Ele percebeu, então, que queria se identificar com o que vestia. “Eu tive a necessidade que eu tive de vestir a cultura do Maranhão, de valorizá-la. E percebi então que essa também era a necessidade de muitos”, diz o empresário..

Ele conta que passou seis meses pesquisando qual era o melhor produto para cumprir seu objetivo. “Começamos com camiseta. Então pesquisamos o melhor tecido, melhor modelagem e lavagem. Estabeleci um tripé de vida para o produto: ser acessível, ser local e ter a qualidade das grandes marcas”, aponta ele.

O caráter regional da marca está presente, inclusive, no seu logotipo. Ele é constituído por uma coroa mural de cinco torres ameadas, que está presente também na bandeira de São Luís e representa a capital, colorido em laranja, cor que é associada à criatividade, pois seu uso desperta a mente e auxilia no processo de assimilação  de novas ideias.

Reprodução

Após chegar ao produto que considerou ideal, Pedro conta que tentou abrir mercado. “Começamos no atacado, mas logo depois abrimos a primeira loja e começamos a trabalhar com porta própria. Hoje são duas lojas e um e-commerce”, diz ele, confirmando que a primeira loja foi inaugurada em novembro de 2017, no bairro do Calhau, e a segunda em outubro de 2018, no Shopping da Ilha.

Apesar de ter sido criada inicialmente como uma marca masculina, a Santê hoje atende também ao público feminino e infantil, e não somente com as camisetas que levam as estampas escritas em “maranhês”: há um mix de produtos, que inclui bermudas, chapéus e bonés.

« Anterior Próxima »2 / 7
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias