NO BRASIL

Sobe para 132 o número de praias atingidas por manchas de óleo no país

O Ibama aponta que 9 estados já foram afetados. Segundo as investigações, as manchas são petróleo puro, todas as amostras têm a mesma origem

Reprodução

Já são 132 praias brasileiras atingidas pela mancha de óleo na região Nordeste do país, segundo o último balanço do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). O resultado foi divulgado no último domingo, 6 de outubro.

Foram contados 61 municípios no total entre 9 estados afetados, dentre eles: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Na última quinta-feira, 3, o último estado a ser atingido pela mancha foi a Bahia. No sábado, o presidente Jair Bolsonaro determinou uma investigação para saber a origem do óleo encontrado nas praias.

Segundo o relatório do Ibama, dentre as 132 áreas atingidas desde o início de setembro, 11 estão em processo de limpeza, 74 ainda tem manchas visíveis e 48 estão livres da substância na areia.

Suspeita-se que o resíduo seja oriundo de navios que passam pela região, segundo a Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco (CPRH), que está analisando as imagens de satélite. Porém, ainda segundo investigações do Ibama, não foi possível afirmar com precisão de onde as manchas vieram.

Cerca de 12 animais foram atingidos pelo óleo, sendo 9 tartarugas e uma ave encontradas mortas ou morreram logo após serem resgatadas. O número de animais afetados também foi registrado pelo Ibama.

A substância atingiu uma ave bobo-pequeno ou furabucho (Puffinus puffinus), conhecida pela longa migração. A ave também não resistiu ao óleo.

Confira a lista de animais afetados

  • 1/9 – 1 tartaruga marinha – Praia de Sabiaguaba, Fortaleza (CE) – morta
  • 4/9 – 2 tartarugas marinhas – Praia do Paiva, Cabo de Santo Agostinho (PE) – mortas
  • 7/9 – 1 ave bobo pequeno – Praia de Cumbuco, Caucaia (CE) – morta
  • 11/9 – 1 tartaruga marinha – Praia de Jacumã, Ceará-Mirim (RN) – viva
  • 16/9 – 1 tartaruga marinha – Ilha dos Poldos, Aroises (MA) – morta
  • 22/9 – 1 tartaruga marinha – Praia de Itatinga, Alcântara (RN) – viva
  • 22/9 – 1 tartaruga marinha – Praia da Redinha Nova, Extremoz (RN) – morta
  • 23/9 – 1 tartaruga marinha – Praia da Redinha Nova, Extremoz (RN) – viva
  • 24/9 – 1 tartaruga marinha – Jericoacoara, Jijoca de Jericoacoara (CE) – morta
  • 28/09 – 1 tartaruga marinha – Ilha Grande, Ilha Grande (PI) – morta
  • 29/09 – 1 tartaruga marinha – Praia do Serluz, Fortaleza (CE) – viva

Em nota o Ibama disse que o resultado conclusivo das amostras, solicitadas anteriormente pelo Instituto e pela Capitania dos Portos, e cuja análise foi feita pela Marinha e pela Petrobras, apontou que a substância encontrada nos litorais trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo.

Confira a nota na íntegra:

Desde o dia 02 de setembro o Ibama vem estabelecendo uma série de ações, juntamente com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (DF), Marinha e Petrobras, com o objetivo de investigar as causas e responsabilidades do despejo, no meio ambiente, do petróleo cru que atingiu o litoral nordestino.

O resultado conclusivo das amostras, solicitadas anteriormente pelo Instituto e pela Capitania dos Portos, e cuja análise foi feita pela Marinha e pela Petrobras, apontou que a substância encontrada nos litorais trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo.

Investigação do Ibama com apoio dos Bombeiros do DF aponta que o petróleo que está poluindo todas as praias seja o mesmo. Contudo, a sua origem ainda não foi identificada. Em análise feita pela Petrobras, a empresa informou que o óleo encontrado não é produzido pelo Brasil. O Ibama requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza de praias.

Os trabalhadores que estão sendo contratados pela petrolífera são agentes comunitários, pessoas da população local, que recebem treinamento prévio da empresa para ocasiões em que forem necessários os serviços de limpeza. No entanto, o número efetivo de mão-de-obra dependerá da quantidade de pessoas treinadas disponíveis nas áreas.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias