INTERIOR

Acusados por chacina em Bacabeira são condenados a mais de 40 anos de prisão

O caso ocorreu em agosto de 2017, em Campo de Peris, no município de Bacabeira, a 58 km de São Luís. 

Foto: Divulgação

Os três acusados Antônio Coelho Machado, Josean Serra Rego e Cléferson de Jesus Machado Vilaça foram condenados na quinta-feira, 8, a 43, 47 e 44 anos de prisão respectivamente pelos assassinatos de Roberto da Luz dos Santos, de 11 anos, e Erisvan da Silva Costa, de 12 anos. O caso ocorreu em agosto de 2017, em Campo de Peris, no município de Bacabeira, a 58 km de São Luís.

A condenação foi proferida pelo Tribunal do Júri da Comarca de Rosário, onde os três homens são acusados pelos crimes de assassinato e ocultação de cadáver de Erisvan e Roberto; e pela tentativa de homicídio contra um adulto e um adolescente, depois de um suposto furto de animais na propriedade de Antonio Machado. Os acusados que já estão presos há mais de um ano, responderão inicialmente em regime fechado.

O julgamento que ocorreu no Fórum de Justiça de Rosário, a 75 km de São Luís, e durou mais de 12 horas, foi presidido pela juíza Karine Lopes Castro, titular da 1 Vara de Rosário, que negou à sentença dos réus recorrerem em liberdade. O júri aceitou integralmente a tese de acusação.

Relembre o caso

Foram encontrados em uma cova em Campo de Peris, nas cidade de Bacabeira, os corpos de Erisvan da Silva Costa, de 12 anos e Roberto da Luz dos Santos, de 11 anos, em agosto de 2017. Os dois meninos assassinados, estavam na companhia de mais dois jovens e haviam saído de casa para pescar,  quando foram surpreendidos por um grupo de homens armados com armas de fogo e facões.

Os acusados do assassinato permanecem presos e disseram ter praticado o crime por suspeitarem de que o grupo de adolescentes estivesse furtando porcos da propriedade.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS