MINHA CASA MINHA VIDA

Sorteados no Minha Casa Minha Vida devem ficar atentos para garantir vagas

Respondemos algumas dúvidas comuns sobre o Minha Casa Minha Vida, que sorteou recentemente 2.176 moradores de São Luís

Teve início na última segunda-feira, 15, o prazo para comprovação dos documentos de ludovicenses sorteados para o Residencial Morada do Sol, do Minha Casa Minha Vida. O processo está ocorrendo por etapas, e os mais de 2.000 contemplados devem ficar atentos à ordem de atendimento para que não percam suas vagas caso resolvam deixar para última hora (veja aqui a ordem de atendimento). “As pessoas sorteadas devem comparecer para entregar a documentação, e não deixar para a última hora ou um, dois meses depois. Se não veio no prazo, tem que chamar o suplente”, informa a assessora de habitação Gabriela Melo. Veja, agora, algumas recomendações para os sorteados e tire suas dúvidas sobre o processo, recorrentes entre os inscritos:

“Não conheço ninguém que foi sorteado no Minha Casa Minha Vida. Esse sorteio é confiável?”

De acordo com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), o processo é todo feito dentro das normas do Ministério das Cidades, respeitando os critérios de 3% das vagas para idosos e pessoas com deficiência (cada), e 12% para mulheres chefes de família e moradores de áreas de risco (cada). A sensação de foram poucos sorteados se deve ao fato de que a concorrência foi de cerca de 200 inscritos para cada unidade habitacional, esclarece a Semurh.

Próxima »1 / 4
VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS