MINHA CASA, MINHA VIDA

Longa fila para o cadastro habitacional da Prefeitura de São Luís

Podem participar do novo cadastro quem atenda aos critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades. O candidato deverá ser maior que 18 anos, possuir renda familiar até R$ 1.800,00 mensais e que não tenham imóvel em seu nome.

Além da Central de Atendimento, no São Francisco, a Prefeitura de São Luís disponibilizou mais 18 pontos de atendimento, além de um site. (Foto: Reportagem)

Logo no início da manhã desta quinta-feira, 26 de julho, a Central de Atendimento da Habitação, localizada na Av. Castelo Branco, São Francisco, amanheceu com uma longa fila para cadastramento e recadastramento do programa habitação da Prefeitura de São Luís, que inclui o Minha Casa, Minha Vida.

O novo cadastro pode ser feito pela Internet, através do site disponibilizado pela Prefeitura de São Luís, mas mesmo assim a população preferiu receber as informações pessoalmente. Foi o que aconteceu com Rubenilson Robson, “Estou aqui desde 4:30 da manhã, eu já fiz o cadastro pela Internet e estou aqui para consultar se foi feito realmente.”, relatou.

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação disponibiliza, neste momento, além da Internet, 19 pontos presenciais para o cadastramento, para aquelas pessoas que tiverem dificuldade de fazer o processo através da Internet. “Os dados servirão de base de dados para seleção posterior ou sorteio do programa Minha Casa, Minha Vida e outros programas habitacionais que a prefeitura venha ter”, explicou o secretário Mádison Leonardo, para a edição digital, de O Imparcial, desta quinta-feira.

Congestionamento na Internet

No primeiro dia de cadastro, o site, naturalmente teve picos de acesso o que levou por alguns momentos o site ficar congestionado. Isso causou preocupação da população que preferiu ser atendimento da forma tradicional. “Não consegui fazer pelo site, então preferi vir aqui na Central para ser atendida por uma pessoa”, relatou Graziela Souza.

Porém, na Internet, o cadastro pode ser feito em qualquer horário e em qualquer dia da semana. Em nota, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) afirmou que, na manhã de ontem, o site registrou uma lentidão devido ao grande número de acessos. Mesmo com o problema, o órgão reiterou que as inscrições seguem até o dia 8. Segundo a secretaria, existem 19 pontos de apoio espalhados pela cidade, que devem ser buscados por quem não tem acesso à internet.

CONFIRA OS PONTOS DE APOIO E HORÁRIOS

CENTRAL DE ATENDIMENTO DA HABITAÇÃO
Avenida Marechal Castelo Branco, nº 559 – São Francisco. (8h às 17h)

CEMARC ALEMANHA
Avenida dos Franceses, S/N, Alemanha. (14h às 18h)

CEMARC APAE
Granja Barreto, S/N, Outeiro da Cruz. (14h às 18h)

CEMARC HOSPITAL MULHER
Av. dos Portugueses, S/N, Itaqui Bacanga. (14h às 18h)

CEMARC CS TIBIRI
Rua Santo Antônio, S/N, Tibiri. (14h às 18h)

CEMARC CS QUEBRA POTE
Praça do Cemitério, S/N, Quebra Pote. (14h às 18h)

CEMARC CS COHAB
Avenida Principal, S/N, Cohab Anil. (14h às 18h)

CEMARC CS AMAR
Rua Dep. Luís Rocha, S/N, Vicente Fialho. (14h às 18h)

CEMARC CS FABRICIANA MORAES
Rua 05, Qd 07, Conj Hab Nice Lobão – Cid. Operária. (14h às 18h)

CEMARC SALOMÃO FIQUENE
Avenida Leste Oeste, S/N, Cohatrac. (14h às 18h)

CEMARC VILA ITAMAR
Rua do Fio, S/N, Vila Itamar. (14h às 18h)

SEMCAS
Avenida Senador Vitorino Freire S/N. (8h às 17h)

CASA BRASIL – ITAQUI BACANGA
Rua da China, quadra 49, S/N – Anjo da Guarda. (8h às 17h)

CRAS CENTRO
Rua Melvin Jones, nº135 – Apicum. (8h às 17h)

CRAS COHAB
Rua 13 Padre Antônio Vieira, Qd. 21, S/N – Cohab Anil lV. (8h às 17h)

CRAS MARACANÃ
Rua Tomás Soares, nº06 – Vila Esperança. (8h às 17h)

CRAS ESTIVA
Rua do Posto Médico, nº 2.000 – Estiva. (8h às 17h)

CRAS CIDADE OLÍMPICA
Av 01, Jailson Alves Viana, S/NCidade Olímpica. (8h às 17h)

EGGEM Escola de Governo e Gestão Municipal
Rua das Andirobas, nº 26 – Renascença. (14h às 18h)

Podem participar do novo cadastro quem atenda aos critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades. O candidato deverá ser maior que 18 anos, possuir renda familiar até R$ 1.800,00 mensais e que não tenham imóvel em seu nome.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS