LUTO OFICIAL

Prefeitura decreta luto de três dias por vítimas de acidente de helicóptero

A tragédia ocorreu por conta da queda de um helicóptero modelo Robson 44, que tinha como destino Paço do Lumiar

A Prefeitura de São Luís decretou luto oficial de três dias pelo falecimento dos três médicos e um piloto na tarde deste domingo, 1º, próximo ao município de Rosário. A tragédia ocorreu por conta da queda de um helicóptero modelo Robson 44, que tinha como destino Paço do Lumiar.

Veja Também

Leia também: Vítimas de acidente de helicóptero são veladas em São Luís

Em nota de pesar, a Prefeitura solidarizou-se com a família, amigos das vítimas e pacientes dos médicos. “O prefeito Edivaldo Holanda Júnior solidariza-se com a família, amigos e pacientes que partilham a dor pela precoce partida dos três médicos, que dedicaram parte de suas vidas aos cuidados com o próximo, bem como com a família e amigos do policial civil, e pede à Deus que conforte a todos neste momento de profunda tristeza”, informa a nota.

Veja mais: Pesar e comoção marcam velório de médicos vítimas de acidente de helicóptero

Leia na íntegra:

NOTA DE PESAR – PREFEITURA DE SÃO LUÍS

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, decreta luto oficial de três dias no município pelo falecimento do cirurgião vascular Rodrigo Capobiango Braga, o anestesiologista Jonas Eloi da Luz e do cirurgião José Kleber Luz Araújo, médicos da rede municipal de Saúde que morreram na tarde deste domingo (1º) após a queda do helicóptero em que viajavam. O acidente, que vitimou também o piloto e policial civil Alfredo Oliveira Barbosa Neto, ocorreu próximo ao município de Rosário.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior solidariza-se com a família, amigos e pacientes que partilham a dor pela precoce partida dos três médicos, que dedicaram parte de suas vidas aos cuidados com o próximo, bem como com a família e amigos do policial civil, e pede à Deus que conforte a todos neste momento de profunda tristeza.

Através de nota, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol-MA), também se manifestou sobre o acidente, que vitimou dois integrantes da Polícia Civil: Alfredo Oliveira Barbosa Neto, piloto, e Rodrigo Capobiango Braga, médico legista.

“O Sinpol-MA solidariza-se com a dor dos companheiros de farda da Polícia Civil que tanto zela pelo bem-estar e segurança da sociedade maranhense, e dos familiares dos médicos Jonas Eloi da Luz e do cirurgião Kleber Luz, e manifesta extremosas condolências aos parentes e amigos dos passageiros”, consta na nota.

Confira na íntegra:

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol-MA) vem a público, consternado, lamentar profundamente o acidente ocorrido na tarde deste domingo (1), com o helicóptero – modelo Robson 44, prefixo PP- WRV, que ceifou a vida da tripulação, composta por dois integrantes da Polícia Civil do Maranhão, o policial civil, piloto, Alfredo Oliveira Barbosa Neto, e o policial civil, médico legista de Imperatriz-MA, Rodrigo Capobiango Braga.

A aeronave caiu em uma fazenda localizada entre os povoados Miritil e Lentel, próximo ao município de Rosário.

O Sinpol-MA solidariza-se com a dor dos companheiros de farda da Polícia Civil que tanto zela pelo bem-estar e segurança da sociedade maranhense, e dos familiares dos médicos Jonas Eloi da Luz e do cirurgião Kleber Luz, e manifesta extremosas condolências aos parentes e amigos dos passageiros.

O velório do IPC Alfredo ocorrerá na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada na AV. 3 COHAB-ANIL I. Já  o velório do médico legista será realizado no Conselho Regional de Medicina (CRM), R. Carutapera, 2 – Jardim Renascença.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS