MAIS SEGURANÇA

Prédio da Delegacia de Peritoró recebe últimos ajustes

Com a nova estrutura o Governo pretende oferecer melhores condições de trabalho aos policiais de Peritoró

Foto: Reprodução

O novo prédio da Delegacia de Polícia Civil em Peritoró propiciará atendimento de qualidade aos moradores do município. Construído pelo Governo do Maranhão por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), o prédio recebe os últimos detalhes para ser entregue à Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Com a nova estrutura o Governo pretende oferecer melhores condições de trabalho aos policiais de Peritoró. “Os investimentos integrados e planejados com o aumento do número de policiais e a melhoria das condições de infraestrutura permitem a redução dos índices de violência no Maranhão, garantindo mais segurança à população. Isto é a certeza do trabalho e do esforço do Governo Flávio Dino em construir um Estado melhor para todos”, enfatizou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Agora com sede no endereço fixo na Rua da Praça da Amizade, a delegacia é facilmente reconhecida pela população. O prédio chama atenção pela estrutura nova já com a pintura padronizada nas cores da Polícia Civil. Os últimos detalhes estão sendo finalizados pela equipe de engenharia da Sinfra, faltando apenas a instalação das placas de sinalização dos ambientes. Em seguida, será entregue à SSP para mobília e instalação de aparelhos de ar-condicionado.

A nova estrutura da delegacia conta com uma recepção com banheiro adaptado para atender o público com necessidades especiais, uma sala de gabinete para o delegado com banheiro, um cartório, duas celas com banheiro para prisão provisória de 24 horas, uma sala de reconhecimento para as vítimas identificarem os infratores, além de uma sala para depósito, alojamentos masculino e feminino com banheiros, cozinha e refeitório.

O delegado da Polícia Civil de Peritoró, Fábio Cordeiro, comemora as novas instalações e explica como ela ajuda na rotina de trabalho. “Eu tenho acompanhado as obras principalmente nessa fase final e tenho visto que a população vai ser muito melhor atendida desde a recepção com banheiros, onde sentar e locais de atendimento. O escrivão terá onde atender, o investigador e o delegado, cada um no seu espaço. Hoje isso é meio que misturado e a população se recente um pouco disso”, explicou o delegado.

De acordo com o delegado, a maior demanda do município está ligada aos crimes de tráfico de drogas, em seguida crimes de homicídio, violência doméstica e crimes envolvendo menores de idade. Ano passado com uma equipe de quatro investigadores, um escrivão e um delegado, a delegacia conseguiu atender uma média de 110 procedimentos de investigação.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS