OPERAÇÃO BALANÇA LEGAL

25% das balanças em feiras estão irregulares

Segundo presidente do Inmeq, Samuel Melo, a operação “Balança Legal” já aferiu mais de 400 balanças em mercados e feiras de São Luís

Reprodução

O Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq) informou que uma em cada quatro balanças fiscalizadas apresentou irregularidades em São Luís. Além disso, na última sexta-feira (2), foram apreendidas 10% das balanças porque não tinham o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

No total, de acordo com o presidente do Inmeq, Samuel Melo, a operação “Balança Legal” já aferiu mais de 400 balanças em mercados e feiras de São Luís e muitas delas não têm qualidade por virem do exterior.

No Mercado Central, na região do Centro de São Luís, os fiscais apreenderam seis balanças em menos de meia hora de fiscalização. Em uma delas, um ímã estava colado e lesava o consumidor em 150 gramas.

A operação não tem data para terminar e aplica multa a partir de R$ 800 para os casos de reincidência, chamando o consumidor a ficar atento na hora da compra. De acordo com o auxiliar de metrologia Aldenor Silva, a atenção com as balanças é importante porque muitas delas podem estar irregulares.

“Quando eles percebem, eles tiram o ímã. Quando o imã caiu, a balança voltou ao normal. Muita gente não sabe lidar com balança e não entende porque faltaram 200 gramas. É isso aqui (ímã)”, alertou o Aldenor.

Em outras feiras, o consumidor também estava levando menos pra casa, segundo Zóis Gantzias, diretor técnico do Inmeq. “Dezesseis balanças tinham erros de pesagem graves. O que são pesagens graves? Acima de 100 gramas de erro, e nessas a gente pode tirar mais ou menos 10 balanças que tiveram erro na casa de 200, 300… até 450 gramas que tiravam do consumidor”, informou.

MOSTRAR MAIS