PESQUISA

Taxa de analfabetismo cai em São Luís

Segundo os dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio Contínua (Pnad 2016), São Luís é a cidade que apresentou a segunda menor taxa de analfabetismo em 2016

A taxa de analfabetismo na capital maranhense entre 2013 e 2016 caiu de 4.6% para 2.6%. Entre as capitais brasileiras do Norte e Nordeste, São Luís é a que apresentou a segunda menor taxa de analfabetismo no ano de 2016, ficando atrás apenas de Salvador (BA). Os dados são da última Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio Contínua (Pnad 2016), divulgada na última quinta-feira , pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a professora Maria de Jesus Gaspar Leite, secretária adjunta de Ensino (SAE/Semed), atualmente, mais de 90% das crianças em idade escolar (6 a 14 anos) estão regularmente matriculadas no Ensino Fundamental, na faixa etária adequada. Ela também destaca as ações do programa Brasil Alfabetizado, da Prefeitura de São Luís em parceria com o Ministério da Educação (MEC), e ainda ampliação da oferta de vagas na Educação de Jovens e Adultos (EJA), nas unidades básicas da rede municipal.

A superintendente da Área da Educação de Jovens e Adultos (Saeja/Semed), Áurea Borges, conta que, em 2013, a Prefeitura aderiu ao programa Brasil Alfabetizado, levando para a sala de aula 3.440 alunos que não sabiam ler nem escrever. Além dos estudantes alfabetizados por meio desse programa, Áurea Borges diz que a Prefeitura também conseguiu alfabetizar outros 5.300 alunos entre 2013 e 2016 no primeiro seguimento da EJA.

Na educação de jovens e adultos, a mudança foi a formação de todos os professores do primeiro segmento da EJA em 2015 e 2016. “Alfabetizar jovens, adultos e idosos impacta diretamente nas condições sociais e econômicas das famílias, que deixam de viver sob a égide do analfabetismo. Alfabetizar é, verdadeiramente, dar a essas pessoas a condição do exercício da sua cidadania”, destaca Áurea Borges.

MOSTRAR MAIS