VOCÊ, GASTRÔ

Carne de jaca no lugar do frango

Oficina em São Luís explicou a importância e a utilidade da jaca. É possível reaproveitar quase tudo.

Reprodução

Quando pronta, parece até frango, mas não é. Já o sabor, a única referência que não faríamos seria ela, a jaca. Esse fruto tão regional foi o tema da primeira oficina de 2020 do Museu da Gastronomia Maranhense, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), que ensinou a preparar um fricassé, empadão e doce da fruta.

Foram dois de dias com muito ensinado, na segunda-feira (20), teoria e no dia seguinte, aula prática e quem participou foi o senhor Pedro Corrêa, de 32 anos, que ressalta o interesse em obter um novo conhecimento. “É algo bastante interessante principalmente a gente que mora aqui e tem a facilidade de encontrar esse fruto. No primeiro dia os professores explicaram sobre a parte da diversidade cultural e participações de todas dos negros, português, índios e hoje estamos aqui, com a mão na massa literalmente”, conta.

Para a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, essas oficinas são uma oportunidade, também, de mostrar a riqueza da culinária local é como ela pode ser aproveitada. “O Museu da Gastronomia Maranhense possui um acervo riquíssimo e tem esse lado prático, onde o público pode aprender na cozinha sobre a culinária local. As oficinas, que segue orientação do prefeito Edivaldo, são realizadas quinzenalmente e sempre divulgamos a abertura das inscrições nos meios oficiais de comunicação da Prefeitura”, explicou a gestora.

A equipe do VOCÊ, GASTRÔ!, esteve presente na terça-feira (21), acompanhando todos os bastidores e realizando a cobertura em tempo real para sua página no Instagram, que é possível localizar seguindo @vocegastro.

FIQUE ATENTO:
– Para preparação, a jaca precisa ser verde. Se usar a jaca madura, a carne vai ter sabor adocicado e a textura não vai ficar boa.
– Três jacas grandes, rende 1kg de carne e servem quatro pessoas.
– Ao ser cozida, sua polpa fica bem macia e com uma textura igualzinha de frango desfiado, daí o porquê do nome carne de jaca. Como tem sabor neutro, ela absorve bem os temperos, podendo entrar em diversas preparações. Como moqueca, escondidinho, empadão, pastel, salpicão, estrogonofe e até coxinha.
– Da jaca só se descarta a casca, o resto é tudo comestível!

RECEITA

As oficinas realizadas no Museu contam com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que disponibiliza um instrutor para ensinar a parte prática das receitas aos participantes. A Setur ensina aos alunos sobre a diversidade cultural e gastronômica de São Luís por meio de aulas teóricas realizadas no auditório do Museu, que fica localizado na rua da Estrela, n. 82, no Centro.

Quem ministrou foi o Chef Samuel Mendes, que compartilhou a sua satisfação em observar toda disposição da equipe. “É muito gratificante chegar aqui e olhar para cada um, a vontade em aprender”, contou durante apresentação dos pratos.

Separamos uma receita especial disponibilizada pelo Chef para você preparar o empadão de jaca.

Duração: 50 min

Ingredientes:

01kg – Trigo sem fermento 

250g – Margarina 

250g – Gordura Vegetal 

02dz – Ovos de galinha 

03dz – Claras

MODO DE PREPARO

Misture os ingredientes com as pontas dos dedos, para que a massa não desenvolva glúten.

RECHEIO DO EMPADÃO

02 unid – Jaca verde (média) e bago duro.  

01 kg – Massa patê brisée  

100ml – Óleo de soja  

200g – Cebola picada  

100g – Pimentão verde picado

Pasta de alho

Limão

Pimenta do reino 

50g – Coloral 

250 ml – Extrato de tomate 

2MÇ – Cheiro verde 

MODO DE PREPARO

Corte a jaca em pedaços e leve para cozinhar na pressão. Após a panela pegar pressão marcar 30 minutos;

Escorra a jaca e separe o bago da fruta, o mesmo será utilizado na receita;

Refogue os ingredientes: pasta de alho, cebola, pimentão, colorau, extrato de tomate e posteriormente adicione o bago da jaca;

Deixe cozinhando por 20 minutos em temperatura média;

Reserve o recheio;

Modele a massa patê brisée sobre a assadeira;

Acrescente o recheio;

Abra a massa com o rolo, feche o recheio, colocando a massa aberta sobre a parte superior;

Pincele a massa com a gema;

Prontinho, só levar ao forno e deixa-la por 30 minutos em uma temperatura de 170 °C.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias