CORONAVÍRUS

No Maranhão

1329
323043
280534
9225
Quatro meses de vacina

São Luís é a 2ª capital que mais vacina no Brasil

Na capital, a Prefeitura já aplicou mais de 313 mil doses do imunizante, somadas a primeira e a segunda doses (até a segunda-feira, 17).

Foto: reprodução

A campanha de vacinação contra a Covid-19 completou ontem (18) quatro meses em São Luís. Na capital, a Prefeitura já aplicou mais de 313 mil doses do imunizante, somadas a primeira e a segunda doses (até a segunda-feira, 17). Com uma taxa de vacinação de 92,64% a capital maranhense é a segunda que mais vacina no país, segundo dados do Ministério da Saúde (MS). Neste período, a gestão do prefeito Eduardo Braide vem trabalhando para garantir que a imunização avance de forma rápida, organizada e segura seguindo a estratégia do Plano Municipal de Imunização 

“Chegamos a quatro meses de vacinação contra a Covid-19 de forma organizada e com um dos melhores índices do país. Temos feito o chamamento dos públicos-alvo seguindo à risca o quantitativo de vacinas disponíveis e atendendo todas as diretrizes do Plano Nacional de Imunização. É assim que vamos seguir até que toda a nossa população esteja protegida contra este vírus”, assegurou o prefeito Eduardo Braide. 

Até esta terça-feira (18), a Prefeitura de São Luís já havia aplicado 313.746 doses de vacinas. São 210.115 pessoas que já tomaram a primeira dose e 103.631 pessoas que já receberam as duas doses necessárias para estarem protegidas contra o coronavírus. 

A técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, de 49 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra Covid-19 em São Luís, durante o lançamento da campanha, dia 19 de janeiro, no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), no Centro. 

O ato aconteceu no pátio externo da unidade e a escolha de Domingas Ramos Alves foi uma forma de homenagear todos os profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a pandemia. Eles foram o primeiro grupo prioritário a ser vacinado, segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde. 

Números

A taxa de vacinação em São Luís é 92,64%, o que faz da capital maranhense a segunda que mais vacina no país, proporcionalmente à quantidade de doses recebidas, segundo ranking do Localiza SUS, do Ministério da Saúde.  O secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, destacou que o bom desempenho de São Luís é fruto da preocupação do prefeito Eduardo Braide. “Mesmo antes de assumir a Prefeitura, o prefeito Eduardo Braide teve o cuidado de reunir os profissionais que integrariam a sua equipe para debater a melhor estratégia de vacinação. E desde o início da campanha temos ampliado cada vez mais a nossa capacidade de vacinação, o que garante que a nossa população seja atendida de maneira mais rápida e confortável”, disse o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). 

A Prefeitura de São Luís montou o Plano Municipal de Vacinação – antes mesmo do início da campanha – com todas as diretrizes para garantir que as doses fossem aplicadas com a maior rapidez possível, assim que fossem disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. 

Públicos

Já foram vacinados em São Luís com primeira ou já com as duas doses os profissionais de saúde, idosos a partir dos 60 anos, incluindo os em instituições de longa permanência e os acamados, que estão sendo vacinados em suas residências. Também já foram convocados para vacinação profissionais das instituições de ensino infantil, fundamental e superior das redes pública municipal, privada e escolas comunitárias. 

Pessoas com comorbidades a partir de 18 anos, rodoviários e agentes de limpeza também já foram chamados para a vacinação. Pacientes oncológicos e renais crônicos (dialíticos) estão sendo imunizados nas unidades de saúde em que fazem seu tratamento. 

Profissionais das forças de segurança, salvamento e armadas também já puderam iniciar o seu ciclo de vacinação. Pessoas com deficiência nos abrigos institucionais da Prefeitura de São Luís também já receberam as doses da vacina. 

Pessoas com Síndrome de Down a partir de 18 anos também já podem se vacinar em São Luís. Gestantes e puérperas estão sendo vacinadas de acordo com as orientações do Ministério da Saúde quanto aos possíveis riscos causados pelas vacinas. 

Nesta quarta-feira (19), pessoas com deficiência mental severa e moderada, incluindo Transtorno do Espectro Autista, a partir dos 18 anos, também serão vacinadas. O anúncio foi feito pelo prefeito Eduardo Braide em suas redes sociais.

Pontos de imunização

Atualmente, São Luís tem quatro pontos fixos. O primeiro a ser instalado foi o Centro Municipal de Vacinação, no Pavilhão de Eventos do Multicenter Sebrae, no Cohafuma, e que tem capacidade para atender mais de 2 mil pessoas por dia. 

O segundo ponto foi o drive-thru montado na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e em seguida, um posto de vacinação no Centro de Convenções da Universidade, que juntos conseguem atender mais de 2.500 pessoas por dia. Na sequência, foi montado o ponto localizado no drive-thru do Espaço Reserva, no bairro Maranhão Novo, cuja capacidade de atendimento é de mais de 2.000 mil pessoas por dia. 

Os quatro locais funcionam de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h, e contam com área de triagem, guichês de vacinação, espaço de observação na pós-vacina, ambulâncias de prontidão para prestar atendimento aos pacientes que manifestem alguma reação e foram montados seguindo todas as normas sanitárias necessárias para evitar aglomeração de pessoas. 

Por meio de uma parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi), foi instalado um posto de vacinação para idosos a partir dos 60 anos que vivem na Zona Rural. O posto instalado no Centro de Educação Profissional e Tecnológica (CEPT) Distrito Industrial, no KM 5 da BR-135, bairro Tibiri, funcionou na segunda (17), terça (18) e nesta quarta-feira (19). 

Cadastro

Outra medida importante tomada pela Prefeitura foi o lançamento de plataformas na internet para o cadastramento para cada um dos públicos-alvo e a solicitação de listas com os nomes de seus profissionais às unidades de saúde, instituições de ensino, forças de segurança, armadas e de salvamento, empresas de transporte coletivo entre outras. 

Com isso é possível saber previamente a quantidade de doses necessárias para imunizar cada um dos públicos e organizar o calendário de vacinação, conforme faixa-etária e mês de nascimento, evitando que pessoas ainda não contempladas se dirijam aos locais de vacinação. 

No caso dos idosos, o cadastramento também garante saber se há ou não a necessidade do atendimento em casa, se o idoso for acamado ou tiver dificuldade de locomoção. Além disso, para evitar que idosos deixassem de ser vacinados, a Secretaria Municipal da Criança e da Assistência Social (Semcas), com agentes dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), tem realizado o trabalho de identificação na busca ativa de idosos sem acesso à internet, acamados ou em algum tipo de situação de vulnerabilidade.

Segurança

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura colocou em execução um plano de segurança e transporte para garantir a imunização da população de São Luís. Os trabalhos estão sendo coordenados conjuntamente pelas secretarias municipais de Saúde (Semus) e de Segurança com Cidadania (Semusc), por meio da Guarda Municipal. Para isso, os dois órgãos montaram estratégias que estão garantindo êxito na logística e distribuição dos imunizantes na capital.

Segundo balanço do Município, até o momento não foi registrado nenhum incidente ou ocorrência no andamento do serviço que começa desde a entrega das doses destinadas à cidade, acondicionamento, deslocamento e entrega dos imunizantes a um dos pontos de aplicação na cidade.

Além desses espaços, as equipes da Guarda Municipal de São Luís atuam na segurança das equipes da Coordenação de Imunização que fazem a vacinação dos idosos acamados em residências e também do sistema de busca ativa nos bairros e regiões da cidade.

Saiba Mais

Vacinação Covid-19

– 313.746 mil doses aplicadas

– 210.115 mil pessoas já receberam a primeira dose

– 103.631 mil pessoas já receberam a segunda dose

– 338.657 doses de vacinas recebidas, incluindo segundas doses que aguardam o dia de aplicação

– 92,64% é a taxa de vacinação de São Luís

Vacinação conforme públicos

– 107.166 mil idosos já tomaram a primeira dose

– 71.400 mil idosos já tomaram a segunda dose

– 47.249 mil trabalhadores da saúde já tomaram a primeira dose

– 34.048 mil trabalhadores da saúde já tomaram a segunda dose

– 17.491 mil pessoas com comorbidades já tomaram a primeira dose

– 192 pessoas com comorbidades já tomaram a segunda dose

VER COMENTÁRIOS
Entretenimento e Cultura
Esportes
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias