CORONAVÍRUS

No Maranhão

4306
273217
244260
7526
À BEIRA DE UM COLAPSO

São Luís está com 94% dos leitos de UTI ocupados

Edição extraordinária do boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que acompanha a lotação de UTIs no país, revelou que São Luís está em estado de alerta vermelho

Divulgação

São Luís está entre as 25 das 27 capitais do país com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos iguais ou superiores a 80%. Segundo edição extraordinária do boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que acompanha a lotação de UTIs no país durante a pandemia de Covid-19, divulgado na última terça-feira (9), a capital maranhense está com 94% dos leitos de UTI ocupados. O cenário aponta para um colapso no sistema de atendimento às vitimas da doença na “Cidade dos Azulejos”.

Essa conta não é minha

Segundo o documento, São Luís está entre as 13 unidades da federação com índice de ocupação acima de 90%, o que a colocou na classificação de “zona de alerta crítico”. Na classificação da Fiocruz, as taxas de ocupação são classificadas em zona de alerta crítico (vermelho), quando iguais ou superiores a 80%; em zona de alerta intermediário (amarelo), quando iguais ou superiores a 60% e inferiores a 80%; e fora de zona de alerta (verde) quando inferiores a 60%.

Em nota técnica, a Fiocruz afirmou que as taxas observadas no último dia 22 de fevereiro já mostravam “uma clara piora do quadro geral do país referente às taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos, o que configura-se no pior cenário já observado no país”. Naquela ocasião, 13 unidades federativas estavam com taxa de ocupação acima de 80%. Na análise da fundação, a região Norte se mantém em situação muito preocupante e, em todos os estados do Sul, o quadro piorou. Os pesquisadores da Fiocruz reforçaram a necessidade de ampliação de medidas não-farmacológicas para contenção da pandemia, como distanciamento físico e social, uso de máscaras e higienização das mãos.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Covid-19 no Maranhão, divulgado terça-feira (9), na Grande Ilha, que é composta pelos municípios de: São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, a taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para o tratamento de Covid-19 somados chegou ao patamar de 92,74%. Ou seja, do total de 179 leitos, 166 estão ocupados e apenas 13 estão livres. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos exclusivos para Covid-19 já alcançou a marca de 89,07%. Ou seja, do total de 430 leitos, 383 estão ocupados e 47 estão livres.  Com relação ao número de casos confirmados, São Luís já registrou 31.182 e 1.502 óbitos; Raposa 498 casos e 16 óbitos;  Paço do Lumiar 746 casos e 105 óbitos e São José de Ribamar 1757 casos e 158 óbitos.

O Maranhão, até o fechamento desta edição, já havia registrado 225.334 casos confirmados. Sendo 11.398 casos ativos; 208.557 casos recuperados e 5.379 óbitos. 

Braide envia projeto para compra de vacinas

Preocupado com a situação na capital, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, anunciou, nesta quarta-feira (10), o envio de um Projeto de Lei à Câmara de Vereadores que vai permitir que a Prefeitura compre vacinas contra a Covid-19 diretamente dos fabricantes, inserindo o Município no Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (CONECTAR), da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). “A participação de São Luís no CONECTAR é uma medida para agilizarmos a vacinação em nossa cidade, complementando as doses enviadas pelo Ministério da Saúde ao nosso Município”, informou o prefeito.

Ainda segundo Braide, a medida vai facilitar também o atendimento a outras demandas. “Além de agilizar a imunização da população, teremos a facilidade no atendimento de eventuais demandas por medicamentos, equipamentos e insumos necessários aos serviços públicos municipais de saúde, o que é de fundamental importância em meio à pandemia”, completou o prefeito.

Regime de Urgência 

O Projeto de Lei foi encaminhado à Câmara em regime de urgência. “Tão logo o Projeto seja aprovado na Câmara, sancionarei a Lei para encaminhar à Frente Nacional de Prefeitos. Dessa forma, posso iniciar imediatamente as tratativas para comprar mais vacinas direto dos fabricantes e ampliar a vacinação em nossa cidade. Um anseio da nossa gente, que é meu também”, concluiu o prefeito Eduardo Braide.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias