CORONAVÍRUS

No Maranhão

1021
218435
203617
5012
SAÚDE

MP alerta para falta de remédios e materiais para exames no Socorrão II

A Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde reuniu com o novo secretário municipal da pasta, Joel Nunes Júnior, para buscar soluções para os problemas

Reprodução

Com o objetivo de discutir questões acerca da compra e distribuição de insumos para as unidades municipais de saúde de São Luís e evitar a ampliação do desabastecimento, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) realizou, na manhã de ontem, quinta-feira (7), por meio da 2ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde, uma reunião com o novo secretário municipal da pasta, Joel Nunes Júnior.

A reunião, que ocorreu na sede das Promotorias de Justiça da Capital, foi coordenada pela promotora de justiça Glória Mafra, tendo também a participação de membros da equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Um dos grandes problema que foi debatido na reunião foi a falta de reagentes do laboratório do hospital Socorrão II, impedindo a realização de exames. Os outros insumos para realizar exames devem terminar, no máximo, em 15 dias.

Segundo a promotora, já existe desabastecimento de determinados insumos e medicações e o MPMA trabalha para que esse problema seja revertido. “O inventário de todos os insumos é uma medida estratégica para que esses materiais sejam distribuídos corretamente nas unidades de saúde”, avaliou Glória Mafra.

Além disso, o equipamento de ressonância magnética do Socorrão 2 não está em funcionamento e o Ministério Público cobrou providências para garantir que os exames de imagem sejam realizados.

Mapeamento de perfis

Glória Mafra destacou a necessidade de mapear os perfis de atendimento das unidades de saúde, os protocolos clínicos e, principalmente, fazer um levantamento detalhado de todos os insumos e medicações disponíveis pela Prefeitura de São Luís.

Também foi solicitado à equipe da Semus o detalhamento de todas as contas bancárias da pasta e os recursos disponíveis. A requisição foi feita à gestão municipal anterior, em razão de procedimento de transição, mas as informações não foram respondidas integralmente. Por esse motivo, o expediente foi reiterado ao atual secretário de saúde. A medida pode auxiliar na relocação dos recursos a fim de garantir o atendimento de necessidades específicas, especialmente no período de pandemia.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias