CORONAVÍRUS

No Maranhão

6407
88214
67541
2153
ÓBITOS

Maranhão contabiliza mais de 30 mortes diárias há mais de um mês

No final do mês de junho os números decaíram, tendo no dia 29 contabilizado 30 mortes, porém hoje (2), os números voltaram a subir para 38 óbitos

Divulgação

Segundo informações do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão registrou nesta quinta-feira (2), 2.119 óbitos por coronavírus. Nas últimas 24h, foram contabilizadas 38 mortes pela doença.

De acordo com os boletins, desde o dia 2 de junho os números de óbitos diários superam 30. Tendo seu pico entre os dias 6 e 12, onde os números variaram entre 38 e 39 casos por dia.

Leia também: Número de casos ativos do novo coronavírus volta a crescer no Maranhão

No final do mês de junho os números decaíram, tendo no dia 29 contabilizado 30 mortes, porém hoje (2), os números voltaram a subir e o estado registrou 38 óbitos nas últimas 24 horas.

O médico epidemiologista, Antônio Augusto Moura Silva, durante uma live em sua rede social, ressaltou que esses números podem se dar pelo atraso na notificação dos óbitos “o que conseguimos perceber é que na realidade estamos diante de um atraso na notificação”, e completou “há um acumulo de exames de óbitos que já aconteceram muito tempo atrás e que estão sendo notificados agora”.

Como é o caso da última quarta-feira (1), em São Luís. Foram notificados 10 casos na Ilha, mas apenas 3 eram do dia, enquanto os outros 7 se referiam a outras datas. Ao todo 51 municípios ainda não tem casos notificados de mortes por covid-19. Enquanto isso, São Luís segue com o maior número de óbitos com 834, seguido por Imperatriz com 203 e São José de Ribamar com 89.

O boletim informou que já são 86.025 casos confirmados da doença no Maranhão. Desses, 19.090 ainda estão ativos, enquanto o número de curados ultrapassa os 64 mil. Desde o começo do monitoramento de casos na ilha, já foram realizado 174.442 teste e hoje (2), no número de casos suspeito é 6.545.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias